Fonte: Lance!

Com boa fase do volante, jogadores alviverdes dão uma ajudinha e começam a ‘cavar’ mais faltas. Certeiro!

A frase de protesto acima é do meia Geraldo, do Ceará, após sofrer o gol que abriu o placar na Arena Barueri, no último domingo. De quem? Marcos Assunção, é claro. Com 12 gols de falta na temporada – sete deles marcados pelo Verdão -, o experiente volante de 32 anos tem se tornado o destaque do Verdão nas cobranças de bola parada. Entretanto, ele tem recebido uma “mãozinha” dos companheiros.

Nos últimos jogos do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, por exemplo, o número de faltas sofridas pelo Palmeiras tem aumentado substancialmente (leia mais abaixo). Nas partidas contra Avaí, Botafogo e Ceará, a média de faltas recebidas é 24,6. Número superior ao do Santos, time que mais sofre faltas no Brasileirão: 19,90.

Contra os cearenses, no entanto, o Verdão teve um fator que atrapalhou o crescimento desta média. Kleber e Valdivia, que estão entre os cinco jogadores mais caçados do Campeonato Brasileiro, estavam suspensos e não atuaram. Enquanto o Gladiador sofre cerca de 4,75 faltas por jogo, o Mago tem média de 3,86.

Neymar, do Santos, é o recordista com 113 faltas sofridas, mas em média, Júnior Viçosa, do Grêmio, que só atuou uma partida, está na frente com seis.

A média palmeirense em toda a competição ainda é inferior a do Peixe, 18,7, mas com Assunção inspirado, este número tende a crescer. Ainda mais depois do recado do próprio volante em entrevista coletiva na Academia de Futebol, na última segunda-feira.

– No Bétis, da Espanha, eu fazia bastante gols de faltas. O time podia estar perdendo, empatando e se tivesse alguma falta ali perto da área, a torcida já comemorava porque sabia que era gol. Tive no Bétis uma fase melhor do que aqui – garantiu Assunção.

No clássico contra o Corinthians, Valdivia não estará em campo para ajudar Assunção. É com você, Gladiador!

Comentários

comentários