2010 não foi um grande ano para o Palmeiras. Classificação pífia no Paulista e no Brasileiro, eliminação para o Atlético-Go na Copa do Brasil e a queda diante do Goiás nas semifinais da Copa Sulamericana. Somado todos esses fracassos, a diretoria agora pensa em apenas valorizar e incentivar atletas que tiverem perfil vencedor.

É fato que o clube não dispõe de grande quantidade de dinheiro para contratar. Mas a diretoria esmeraldina se esforça para trazer alguns reforços pedidos pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

“Analisamos com muito cuidado o que deu certo e errado em 2010. Os jogadores que procuramos para reforçar o elenco têm que, necessariamente, ter consciência da grandeza do Palmeiras. Estamos atrás de jogadores com perfil vencedor, com vontade de ganhar títulos com a nossa camisa. Não podemos pensar diferente”, disse o diretor de futebol, Vlademir Pescarmona ao site oficial do clube.

Ainda sobre o caso Valdívia, Pescarmona entende que a repercussão do caso teve um certo exagero na imprensa esportiva. Por falta de notícias, os jornais resolveram apostar alto em plantar uma crise no clube.

“Em primeiro lugar, esse assunto vai ser tratado internamente, na volta dos jogadores e da comissão técnica. Todos serão ouvidos. A intenção da carta para o jogador assinar era proteger a instituição, já que investimos uma soma muito alta na contratação. Em troca, exigimos e vamos sempre cobrar o retorno dentro do campo. O Valdivia, em boa forma física e técnica, focado apenas em jogar, é um atleta de alto nível. Esperamos ele em excelentes condições já no início da temporada”, concluiu Pescarmona.

Comentários

comentários