O Conselho de Orientação e Fiscalização do Palmeiras está pressionando o presidente Arnaldo Tirone para pedir a paralisação das obras da Arena Palestra Itália. No entanto, presidente confirma que não deseja tomar essa atitude.

Segue a velha história: a política do Palmeiras atrapalhando os planos futuros do clube. O COF, presidido por Alberto Strufaldi e recheado de conselheiros pró-Mustafá, sugere para o atual presidente, Arnaldo Tirone, pedir a paralisação das obras no Estádio Palestra Itália.

Segundo o COF, o seguro contratado pela WTorre é de apenas 10% da obra. A falta de documentos e a má confecção do contrato também são pontos abordados pelo órgão. Arnaldo Tirone, por sua vez, confirmou que não pretende paralisar as obras e que vai pedir explicações para a construtora, que devem chegar em 15 dias.

“A obra está andando, não está parada. A gente tem de ter responsabilidade e serenidade com as coisas do Palmeiras. O que for melhor para o clube, vamos fazer. Não estou pensando em parar”, disse Tirone.

O estádio está quase totalmente destruído. O prédio com quadras poliesportivas já começa a ser erguido, podendo ser visto pela Rua Turiassú. A WTorre, por sua vez, confirmou que está cumprindo o prazo e que pretende entregar a Arena pronta com cinco meses de antecedência. Conselheiros e diretores do clube duvidam disso.

Comentários

comentários