Valdívia “renasce das cinzas” no jogo, marca um, dá passe para outro e Verdão sai de Bauru na liderança do Paulistão.

O Palmeiras jogou mal. Muito mal. Mas bastaram dois lances geniais de Valdívia para o Palmeiras sair de campo fortalecido e vitorioso no Paulistão. O Noroeste, que conseguiu seu gol (irregular) cedo, meteu todos os atletas na retranca e esperou as ações do Palmeiras.

Sem Kléber, Felipão apostou no 4-5-1, deixando só Luan escorado na frente. Os laterais avançavam e Valdívia tentava criar, mas foi muito bem marcado o tempo todo. Felipão percebeu, mas não fez nada no primeiro tempo para rever.

O Noroeste, por sua vez, tentava esporadicamente o ataque e contava com alguma sorte. E teve: antes dos 10, bola aérea e Deola saiu socando. A bola sobrou na entrada da área e foi rebatida. Antes de cair nas mãos de Deola, Giovanni tirou o curso da mesma e ela acabou caindo nas redes. Bastou para os interioranos se fecharem por completo, impedindo as ações palestrinas.

O primeiro tempo terminou assim. Luan pouco fazendo, Tinga muito mal na partida e Valdívia contando com alguma habilidade de Adriano MJ para trocar bola.

No intervalo, em vez de colocar Patrick e Miguel, Felipão mandou Max Santos e Vinícius para os lugares de Luan e Tinga, respectivamente. O jogo melhorou circunstancialmente para o Palmeiras e também para Valdívia que, depois, teve com quem trocar passes.

O Noroeste teve um zagueiro expulso, o que facilitou mais as ações palmeirenses. Lori Sandri se viu obrigado a fazer alteração, e tirou um atacante para reforçar a zaga. A alteração, que prometia melhorar o desempenho dos defensores, acabou destruindo qualquer poder ofensivo dos interioranos, o que encorajou o Palmeiras no ataque.

Mas esbarrando nas falhas técnicas, o Palmeiras não conseguia melhorar. O Noroeste começou a catimbar, cair, trocar passes e fazer o tempo passar. O Palmeiras não demonstrava qualquer poderio de reação.

Aos 38 minutos, Max Santos disparou pelo meio, driblou dois jogadores e foi derrubado pelo terceiro. Falta clara. Marcos Assunção já tinha sido substituído. Portanto, Valdívia pegou a bola e colocou no chão para bater. Perfeito, a bola alçou a barreira e acabou caindo no cantinho. Golaço!

No lance seguinte, o Mago partiu com a bola e magistralmente encontrou Vinícius, sozinho. O jovem atacante, com calma, chutou em cima do goleiro, que não agarrou. A bola caiu no fundo das redes e estava decretada a virada palmeirense.

O Palmeiras pega o São Bernardo, sábado, no Canindé, e provavelmente deverá chegar aos 28 pontos. A classificação é findada com 30 pontos, ou seja, mais dois empates classificam o Verdão para a segunda fase do Paulistão. Claro, ainda faltando um atacante de ofício.

Comentários

comentários