Palmeiras vence com sobras e avança na Copa do Brasil. Luan mandou dois, Kléber outros dois e Verdão chega nas oitavas da competição.

É verdade. O Palmeiras enfrentou um adversário muito fraco. Mas outras situações pesaram para que o torcedor pudesse sentir um certo otimismo em cima da equipe do técnico Luiz Felipe Scolari. O campo impraticável devido as fortes chuvas que caíram na pequena cidade de Minas e as péssimas instalações poderiam contribuir para uma queda brusca de redimento do time. Mas, quem tem Felipão, tem a solução.

Felipão entrou com uma formação diferente. Imaginando que o Uberaba se trancaria e que o objetivo era levar o segundo jogo para São Paulo, postergando assim a classificação, Felipão tirou Gabriel Silva e Cicinho, colocando Márcio Araújo e Rivaldo nas laterais. No meio, trancando tudo, o volante Chico participou do jogo. No ataque, o treinador fez uma troca que ninguém atendeu: apesar das últimas atuações, Adriano foi para o banco e deu lugar para Luan. Bingo! E foi o atacante que decidiu a partida…

Desde o começo da partida, Marcos Assunção ficou mais solto no campo. Valdívia, mostrando sempre talento, tentava criar pela área mais seca do campo, já que grande parte das laterais estavam empoçadas. Luan teve excelente oportunidade logo no começo da partida, mas o goleiro pegou.

Em boa jogada de Luan, o goleiro mineiro fez excelente defesa, mandando para escanteio. Na cobrança, Assunção mandou no primeiro pau e Luan desviou, abrindo o placar. 1 a 0.

Depois de algumas chances criadas, o Palmeiras aumentou a vantagem. Luan trocou passes com Kleber e saiu na cara do gol, mais pela esquerda. O atacante entrou e soltou o pé, sem chance alguma de defesa: 2 a 0. E antes dos 30 minutos, o Palmeiras já vencia pelo placar mínimo para evitar o segundo jogo.

Com a vantagem, o time ficou mais leve ainda, apesar do gramado encharcado. O Uberaba tentava aproveitar algumas chances deixadas pela zaga palmeirense, e por duas vezes quase fez seu primeiro tento. Mas a noite era verde. Depois de receber fora da área, Kléber viu vários jogadores do Uberaba na sua frente. Vendo uma frestinha, mandou bola fraca, de chapa. O goleiro tentou se recuperar no lance, mas já era tarde. Estava formada a goleada alviverde em Minas.

O Palmeiras voltou sem alterações na segunda etapa. Bem mais tranquilo, o time de Felipão trocava intensos passes e contava com a maestria de Valdívia, que quase espetou um golaço, driblando dois zagueiros.

Logo depois, Luan apresentou lance de extrema maestria: pegou a bola pela meia, olhou, e viu o espaço aberto. Saiu em disparada e driblou dois zagueiros. Correu um pouco mais, entrou na área e fuzilou. A bola escorou na trave e cruzou todo o gol, sem entrar, caprichosamente.

O técnico palmeirense, então, percebeu que o jogo estava nas mãos do Verdão. Com isso, começaram as substituições: Sai Patrick, Marcos Assunção e Valdívia, e entraram Cicinho, João Vitor e Vinícius. O jovem atacante entrou bem na partida, incomodando bastante a já incomodada zaga do Uberaba.

Mas quem deu mostras de habilidade foi Márcio Araújo. Disparou pela esquerda, chegou perto da área e mandou a bola consciente para o meio. De sem pulo, Kléber mandou para o gol, marcando um golaço e deixando os palmeirenses loucos no estádio.

Com a vitória, o Palmeiras avança para as oitavas de final da competição. Agora, o Alviverde espera o resultado de Santo André e Sampaio Corrêia. No domingo, o Palmeiras encara o São Caetano, no Anacleto Campanella, no ABC. Uma vitória simples – ou até mesmo um empate – pode garantir o Verdão na segunda fase do campeonato regional.

FICHA TÉCNICA
UBERABA 0 X 4 PALMEIRAS

Local: Estádio Uberabão, em Uberaba (MG)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Gelson Pimentel Rodrigues (ambos do ES)
Público e renda: Não divulgados
Cartões amarelos:
Balduin, Gabriel, Rodrigão e Hugo Alexandre (Uberaba); Thiago Heleno e Chico (Palmeiras)

GOLS:
PALMEIRAS: Luan, aos 10 e aos 21, e Kleber, aos 41 minutos do primeiro tempo; Kleber, aos 46 minutos do segundo tempo

UBERABA: Fernando; Maurinho (Eder), Felipe, Rodrigão e Bruno Campos; Balduin, Gustavo, Gabriel (Juninho Cearense) e Cristiano Brasília (Hugo Alexandre); Marcinho e Cadu
Técnico: Nenê Belarmino

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Thiago Heleno e Rivaldo; Chico, Marcos Assunção (João Vitor), Patrik (Cicinho) e Valdivia (Vinicius); Luan e Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Comentários

comentários