Verdão passa sem sustos pelo Mirassol e fez semifinal contra o Corinthians, em jogo único, com mando alviverde.

A previsão era de jogo fácil no Pacaembú. E realmente foi, exceto pelo gol de empate do Mirassol em falha grotesca da defesa palmeirense. De resto, o Palmeiras tomou as ações da partida, fez 2 a 1 e avançou para as semifinais do estadual.

Thiago Heleno e Cicinho não foram liberados pelo departamento médico. Com isso, Felipão optou por seus substitutos diretos: Leandro Amaro e João Vitor. O time do técnico Ivan Baitello veio à Capital com o propósito de arrancar um empate ou uma vitória com um golzinho sem querer. Tanto que o time veio armado no 4-5-1, bem fechado e lotando o meio campo de jogadores de amarelo. Mas o apuro durou pouco. Tiro de meta mal batido, sobrou para Kleber, que acionou Valdívia. O Mago carregou um pouco e cortou o marcador…com o espaço, acertou um chutaço. A bola foi inteligentemente no ângulo, sem chances. 1 a 0 e golaço no Pacaembú.

Com o gol, a estratégia defensiva do Mirassol simplesmente caiu por terra. E quase o Palmeiras enfiou mais um: cruzamento de Luan, rasteiro, mas Tinga chegou atrasado e errado na bola, perdendo o “time” e não conseguindo ampliar.

Em vantagem, o Palmeiras mantinha a tranquilidade e procurava não dar espaços para o adversário. Em escanteio, bola desviada e caiu no costado da defesa. Para variar, Rivaldo não marcou e Marcelinho chutou sem chances, empatando o jogo. Lógico que o gol, aos 40 minutos, gerou uma certa desconfiança. A esperança de arrumar a equipe seria no vestiário, quando Felipão realmente justifica o que ganha.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo nervoso e ansioso, não conseguindo manter a pose de mandante. E o técnico do Mirassol comemorava a instabilidade palmeirense e só aguardava a torcida começar a cobrar a equipe. Quando Luan ajeitou a bola fora da área para Márcio Araújo, que veio correndo e acertou um chutaço. Rasteira, a bola passou por vários jogadores e morreu na rede. 2 a 1 Palmeiras e golaço de Araújo, que comemorou muito.

Depois do gol, o Palmeiras exagerou muito na arte de perder gols. Na melhor delas, Valdívia tocou de costas para Luan que avançou sozinho, sem marcação. Na saída do goleiro, bateu por cima, mas fora da mira.

O tempo foi passando e a tranquilidade foi diminuindo. O Palmeiras poderia tomar um gol, o jogo ir para os pênaltis e tudo estava perdido novamente. Mas, com inteligência, o Verdão tocou bola no ataque do Mirassol e fez o tempo passar, vencendo a partida.

Na semifinal, o Palmeiras enfrenta o Corinthians, em jogo único, domingo que vem, provavelmente no Pacaembú. Existem boatos do jogo ser levado para o interior, mas só saberemos durante a semana, que promete muito!

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x MIRASSOL

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 24 de abril de 2011, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 16.653 pagantes
Renda: R$ 466.682,00
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Assistentes: Herman Brumel Vani e Bruno Salgado Rizo
Assistentes adicionais: Flavio Rodrigues de Souza e Vinícius Furlan
Cartões Amarelos: Deola, Danilo, Rivaldo e Tinga (Palmeiras); Dezinho, Esley e Xuxa (Mirassol)
Cartão Vermelho: Xuxa (Mirassol)

Gols:
PALMEIRAS: Valdívia, aos dez minutos do primeiro tempo, e Márcio Araújo, aos 11 minutos do segundo tempo.
MIRASSOL: Marcelinho, aos 40 minutos do primeiro tempo.

PALMEIRAS: Deola, João Vitor, Danilo, Leandro Amaro e Rivaldo; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (Chico) e Valdívia (Lincoln); Luan e Kleber.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Mirassol: Fernando Leal; Samuel (Daniel Marques), Luiz Henrique, Dézinho e Diego; Magal, Jairo, Esley (Marcelinho) e Xuxa; Wellington Amorim e Serginho (Renato Peixe)
Técnico: Ivan Baitello.

Comentários

comentários