O Campeonato Paulista estava caminhando bem no sentido da organização…até esta quarta-feira. Em “sorteio” realizado na Federação Paulista de Futebol, Paulo César de Oliveira foi o escolhido para apitar o clássico decisivo entre Palmeiras e Corinthians, no Pacaembú, dia 1º de maio.

O engraçado é que alguns jornais e profissionais da imprensa já sabiam antes da escolha do árbitro. Isso coloca ou não coloca em risco toda credibilidade?

O mais impressionante é que o Palmeiras fez, ano passado, uma carta protocolada exigindo que o sem vergonha não apitasse mais jogos do clube. Em cerca de 15 oportunidades aconteceram lances plenamente duvidosos.

E agora, diretoria? Vamos deixar como está? Roberto Frizzo, diretor de futebol, já se manifestou contrário à escolha do sem vergonha. Mas será que é o bastante, nesse momento?

E o rival ganhou reforço de última hora…Felipão, prepare sua equipe para jogar muita, mas muita bola, porque esse safado, pilantra e sem vergonha vai mais uma vez nos prejudicar.

Comentários

comentários