A diretoria do Palmeiras está verdadeiramente “cagando e andando” para as construções da Arena Palestra Itália. A coisa é tão fria que o presidente Arnaldo Tirone não se sente nem um pouco tocado ao ver o nosso patrimônio todo no chão e as obras paralisadas.

Infelizmente, a WTorre escolheu o Palmeiras para fazer a Arena. Falo infelizmente porque no clube só temos amebas incapacitadas de fazer qualquer tipo de negociação. Os conselheiros (não todos) e diretoria não tiveram o mínimo cuidado de estudar algumas situações antes de sair jogando palavras na imprensa.

“É ele (Walter Torre) quem está perdendo. Ele que colocou o dinheiro dele. Vamos ver se dá tempo amanhã (sexta)”, disse Arnaldo Tirone, ontem, no clube. Veja que o próprio Tirone não está nem um pouco preocupado com essa situação. Atualmente, para o torcedor, a única alegria e argumento é dizer sobre a construção da nossa arena. Não é difícil ver torcedores orgulhosos na Turiassú e Matarazzo apontando e explicando como ficará o novo estádio.

Pasmem: até Mustafá Contursi se encheu e já intermedia a situação com Walter Torre e Tirone. Uma relação que vai durar pelo menos 30 anos deveria ser mais intensificada e inteligente. Mas, no Palmeiras, não tem conversa. A próxima diretoria vai querer novamente avaliar o contrato, causando de novo sérios transtornos.

Analisando essa situação da Arena, mais uma vez o Palmeiras se mostrou incapaz de lidar com assuntos importantes. Tudo do nosso clube vira carne à mostra para a imprensa, que tem todos os argumentos para distorcer a hora que quiser, causando muitos tumultos e colocando a torcida contra a diretoria, deixando a relação totalmente insuportável.

E quem sofre? Sim, somos nós, os torcedores. Como sempre.

Comentários

comentários