Enfim, a novela terminou. O volante Marcos Assunção confirmou a renovação com o Palmeiras e segue vestindo a camisa do clube até o final de 2012.

Foi uma negociação complicada. O empresário do jogador pleiteou um salário maior e para complicar e pressionar um pouco mais jogou um possível interesse do Bahia. O Palmeiras, que pela primeira vez durante anos conseguiu equilibrar as contas, não contava com a alteração salarial maior que o previsto. Mas o técnico Luiz Felipe Scolar deu o “ultimato” para a diretoria, pedindo a permanência do jogador.

Segundo Felipão, Assunção é uma arma “a parte” para o time. As bolas perigosíssimas na área podem decidir uma partida. E poderia ser uma partida decisiva. Por isso, o Palmeiras negociou, ambos cederam e o clube conseguiu renovação com o atleta.

Ao lado de Felipão e Roberto Frizzo, Assunção declaro: “Estava tranquilo. Sempre falava que acreditava na diretoria. O homem (Felipão) me ajudou bastante. Quando o treinador quer o jogador, fica mais fácil. Queria agradecer ao Bahia, teve interesse, mas estou bem no Palmeiras. Fiz uma familia perto de casa. Gostaria de agradecer esforço da diretoria. O importante é estar bem onde você trabalha. É importante para qualquer funcionário de empresa,” disse.

O Palmeiras deve contar com a chegada do meia Martinuccio e também do atacante Maikon Leite.

Comentários

comentários