O zagueiro Henrique está próximo de chegar ao Verdão. A Traffic deverá participar e ajudar o clube alviverde na contratação do zagueiro, Campeão Paulista de 2008 com as cores palestrinas.

Com a saída de Danilo, era evidente que o Palmeiras precisaria correr atrás de um zagueiro de qualidade. Mesmo com Thiago Heleno, Leandro Amaro e Maurício Ramos no elenco, um atleta de ponta era necessário para compor o setor defensivo do time, que sofreu poucos gols em 2011 e se tornou referência da equipe de Felipão.

A opção é Henrique, ex-atleta do clube. O zagueiro foi negociado com o Barcelona, em 2008, após o Verdão faturar o Campeonato Estadual. Porém o jogador não teve chances no clube espanhol e acabou emprestado ao modesto Racing Santander, também da Espanha.

O empresário do jogador, Marcos Malaquias, começou a conversa com a diretoria do Palmeiras e propôs o início da negociação. Arnaldo Tirone e Roberto Frizzo aceitaram, e então as conversas tiveram início. À princípio, Malaquias não estava muito esperançoso com a volta do atleta para o Brasil. Mas após algumas sondagens com o treinador Josep Guardiola, do Barça, o ânimo aumentou. É bem provável que Guardiola autorize o Barcelona para negociar Henrique. A transação chega em torno de R$ 8,5 milhões, que seriam bancados pela Traffic, que já lucrou R$ 19 milhões em cima do jogador, em 2008.

“A gente está com a operação adiantada. O Palmeiras já foi falar com o Barcelona e conseguiu a preferência caso eles liberassem o zagueiro. Se forem vender, a Traffic ajuda em uma parte. Tudo o que podia ser feito, já foi feito. Agora, tem de esperar acabar, o Guardiola se reunir com a diretoria e decidir. Estamos de mãos amarradas,” disse.

A negociação deve disparar após o Barcelona terminar a participação na Liga dos Campeões. A partida diante do Manchester United-ING acontecerá no próximo sábado.

Além de Henrique, a diretoria espera confirmar o meia atacante Martinuccio, do Peñarol. O atacante Maikon Leite, atualmente no Santos, chega no Palmeiras daqui 30 dias para disputar o Brasileirão.

Comentários

comentários