Walter Torre prometeu e publicou o projeto da nova Arena Palestra Itália, com algumas modificações. O projeto ficou muito bonito, moderno e terão várias modificações. Mas o fato, hoje, não é esse. Para a Arena finalmente não correr riscos, o presidente Arnaldo Tirone precisa cooperar um pouquinho e assinar o documento que permite o uso da superfície. Por incrível que pareça, a WTorre começou a destruir o Palestra antigo sem o contrato assinado. Ou seja, está trabalhando sem garantia.

Tirone recebe fortes pressões de conselheiros odiosos de Belluzzo que querem à todo custo a paralisação das obras. Mas a pergunta que não quer calar é: e se a WTorre se encher, pegar as malinhas e cair fora? Como ficará o estádio atual, todo destruído, sem condições de uso? Será que essa situação totalmente constrangedora é boa para o Palmeiras?

O que os conselheiros idosos e vingativos devem entender é que trata-se de um projeto pioneiro, inovador e que ficou mais bonito após essa mudança. A Arena Palestra sediará jogos da Copa das Confederações, gerando visibilidade monstra para o Palmeiras, e não para a WTorre, que terá suas devidas participações financeiras no projeto. E justas.

Comentários

comentários