Verdão bate Figueirense fora de casa, vence a primeira longe de seus domínios e volta ao grupo dos melhores do Brasileiro 2011.

Não foi uma partida excepcional. O Palmeiras não deu um baile de bola e muito menos mostrou poderio ofensivo. Mas a vitória por 1 a 0 colocou o Verdão de volta ao G4 e dará um pouco de paz durante os treinamentos da semana.

Felipão escalou Welington Paulista como titular. Com isso, WP9 ficou na direita, Maikon Leite pela esquerda e Kleber virou referência no meio. Valdívia teve muitas oportunidades de criar, mas não jogou bem durante os 90 minutos.

Logo no começo, Valdívia mandou bola para Kleber que, sozinho, despontou na frente do goleiro Wilson e tocou por baixo. O catarinense fez excelente defesa e impediu a abertura do placar. Pouco depois, após falta de Marcos Assunção, Maurício Ramos cabeceou no pé da trave. Na volta, Kleber dominou e mandou para o gol. Wilson ainda resvalou, mas a bola acabou entrando. O bandeira deu impedimento, anulando o gol e prejudicando o Palmeiras.

Jorginho, técnico do Figueirense, percebeu o buraco entre a zaga e o meio e acabou mudando a estratégia. O time catarinense, então, acabou matando algumas principais jogadas do Palmeiras, que acabou se voltando para as bolas paradas. Aloísio ameaçava com piques, mas Deola estava atento e acabou fazendo, pelo menos, duas boas defesas.

Felipão manteve a mesma equipe no segundo tempo. Já Jorginho preferiu mandar Elias no lugar de Heber. E deu certo. Os catarinenses melhoraram sensivelmente, trocando passes e chegando com mais facilidade na área palmeirense. Já pelo lado alviverde, Valdívia continuava apagadíssimo e Wellington Paulista acabou fazendo papel do Luan, porém com bem menos efetividade. Opaco, o atacante dava pinta de substituição.

Em uma boa tabela, Kleber devolveu para Maikon Leite que entrou na área e deu um excelente drible no zagueiro. O atacante deu um toque espirrado na bola, encobrindo o goleiro. Mas a bola caprichosamente tocou na trave e acabou indo para a lateral.

Cansado de ver a omissão do chileno, Felipão sacou Valdívia e mandou João Vitor, naufragando de vez todas as chances de criação do Palestra.

Na sequência, Felipão tirou WP9 e mandou Luan. Com isso, Assunção virou referência e “lá vamos nós” na bola parada. Em duas chances, quase Assunção marcou: uma de falta, no meio, obrigando Wilson a fazer boa defesa, e outra com a bola rolando, também obrigando o goleiro catarinense à trabalhar.

Aos 37, Assunção bateu falta pela lateral com perfeição. Wilson soltou na barriga de Maurício Ramos, que só deu uma estufada e mandou para as redes: 1 a 0 Palmeiras.

Para capturar o resultado, Felipão ainda sacou Maikon Leite e colocou Chico. E o Palmeiras passou por um verdadeiro sufoco nos minutos finais: era bola na área, bola cruzada, bola rasteira, chute, cruzamento. Mas o Verdão conseguiu trazer três pontos para São Paulo.

No sábado, o adversário será o Atlético-MG. Felipão terá que pensar como armar o time sem Márcio Araújo e Kleber, suspensos pelo terceiro cartão.

FICHA TÉCNICA:
FIGUEIRENSE 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data/hora:
27/7/2011 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro:
Alicio Pena Junior (MG)
Auxiliares:
Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)

Renda e público: R$ 204.230,00 / 13.421 pagantes
Cartões amarelos:
Ygor, Maicon (FIG); Thiago Heleno, Gerley, Maikon Leite, Marcos Assunção, Márcio Araújo, Kleber (PAL)
Cartões vermelhos:

GOLS:
Mauricio Ramos, 36’/2ºT (0-1)

FIGUEIRENSE: Wilson, Pablo (Coutinho, 26’/1ºT), João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Túlio, Maicon (Rhayner, 25’/2ºT) e Fernandes; Héber (Elias, Intervalo) e Aloísio. Técnico: Jorginho.

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Valdivia (João Vitor, 16’/2ºT); Wellington Paulista (Luan, 26’/2ºT), Maikon Leite (Chico, 40’/2ºT) e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Comentários

comentários