Todo palmeirense sabe: a imprensa esportiva realmente está devendo muito em ética e bom trabalho. Mas o jornalista Márcio Spimpolo, da Jovem Pan, superou as características negativas hoje, ao criticar abertamente o atacante Maikon Leite, no Twitter.

A imprensa esportiva de São Paulo não tem mais profissionais como antigamente. As atitudes dos jornalistas – existem as exceções boas – demonstram a busca por um único objetivo: a audiência. O que importa para eles são as edições vendidas, o número de vezes que a notícia foi clicada e assim por diante.

Podemos citar diversos episódios negativos de jornalistas que provocaram crises importantes do Palmeiras e também discussões e problemas internos. Recentemente, em entrevista ao portal UOL, o nosso ídolo, Evair, se irritou tanto que pediu para a jornalista Paula Almeida parar de fazer perguntas e encerrou a entrevista no meio. O mais interessante é que o atacante é uma pessoa serena, calma e bastante solícita com todos. Veja o que a jornalista pergunta sobre Edmundo e Nelsinho e tire suas conclusões.

Nas eleições para a presidência, em janeiro último, um jornalista colocou no Twitter que estava “assistindo o jogo do timão enquanto os porcos não se decidem”. Um diretor do Palmeiras leu o tweet no celular e reuniu a segurança, tocando o “profissional” para fora do CT. E teve órgão de imprensa que achou um absurdo expulsar o jornalista. Tinha que ter conversado, dialogado…

Hoje, no Twitter, o repórter de campo da rádio Jovem Pan, Márcio Spimpolo, simplesmente soltou no microblog:

“Ouvi aqui no caninde: nossa, o maikon leite joga muito. Aham muito. No playstation… Acho bem normalZinho…”.

O webmaster do Palmeiras Online questionou o repórter sobre o ocorrido. Foi questionada a ética do jornalista em criticar um jogador em público, na internet. Sem pestanejar, Spimpolo respondeu:

“como eu falo, vc ouve, falo o que quiser…”

Logo em seguida, o jornalista ainda provoca:

“Jogadores do palmeiras,mudos, deixam o caninde, apos o empate com o bahia….”

E ainda completou:

“ah cara,para d amolar.Olha minha cara d preocupado c/o q vc acha….. Vc é mala.Eu falo,vc ouve,concorda ou nao.isso nao é debate”


O Palmeiras Online tem total direito de informar ao torcedor palmeirense os descuidados propositais da imprensa perante o clube. Não admitiremos jamais que “jornaleiros” de plantão ofendam qualquer torcedor, jogador ou funcionário do clube por qualquer motivo. Nós sabemos e temos ciência dos assuntos que são debatidos nas salas de imprensa. É importante saber que existem torcedores nesse meio e que muitas informações são passadas. No nosso quadro de colaboradores temos diretor do clube, sócios e pessoas bastante influentes.

Lembrem-se: jogadores são ativos do clube, e jamais admitiremos que não palmeirenses possam depreciar e desvalorizar.

Para finalizar, segundo o Código de Ética do Jornalismo Brasileiro, Capítulo III, Artigo 10º:

Art. 10. A opinião manifestada em meios de informação deve ser exercida com responsabilidade.

Comentários

comentários