O Palmeiras Online jamais apoiaria a chegada do jogador, independente de sua opção sexual. Ele foi sujo com as nossas cores e não merece nenhuma chance.

Felipão está fazendo o seu papel: exigindo reforços que venham para somar. Porém, além do Richarlysson não somar, ainda é uma ofensa perante o torcedor palmeirense. Infelizmente, o nosso treinador é frio e não entende essas questões extra-campo.

Em 2005, Richarlysson estava fechado com o Palmeiras e inclusive realizou exames médicos pela manhã. Pela tarde, o jogador anunciou que jogaria no São Paulo. Lógico que o nosso inimigo tem culpa, por ser tradicionalmente trapaceiro e mal caráter, mas o jogador também não honrou com a sua palavra e não foi homem. Literalmente.

Que fique bem claro que não é nenhum preconceito contra a opção sexual do jogador. O fato de um atleta ter trejeitos de gay não quer dizer que não tenha caráter e não seja um bom jogador. Como é de conhecimento das pessoas que frequentam os bastidores, temos diversos atletas em atividade no Brasil que tem a opção homossexual de ser.

O que mais impressiona é que a diretoria do Palmeiras, inicialmente, gostou da ideia de contar com o jogador, sem nenhum escrúpulo. Não importou em nenhum momento a atitude do jogador no passado. O que importou é que era uma opção barata, que viria em troca do Pierre e tudo ficaria bem, principalmente com Felipão. E a torcida? E a falta de respeito com o nosso símbolo?

A percepção é a pior possível: bagunça geral.

Comentários

comentários