Em jogo difícil, Verdão contou com boas atuações de Daniel Carvalho e Marcos Assunção para bater o XV e se tornar líder do Paulistão.

Foi difícil. O Palmeiras abriu o placar com Daniel Carvalho, e o adversário empatou após falha de Deola. Na sequência, Assunção – sempre ele – mandou no cantinho, deixando o Palestra em vantagem. O XV assustou, mas quem empatou o jogo foi Maurício Ramos, contra as próprias redes. Artur aproveitou e marcou o seu, bem na partida de estreia. Com a vitória, o Palmeiras é líder com 14 pontos – mesmo número de pontos do Corinthians. O São Paulo enfrenta o Paulista nesta quinta-feira no complemento da rodada, e pode alçar para a liderança.

O jogo

Assunção olha para a barreira e fuzila: Gol! - Fonte: Terra Esportes

O adversário veio com a proposta de marcar severamente a saída de bola palestrina. Sem Cicinho, o Palmeiras penou um pouco para jogar pelas laterais. Arthur até que fez boas jogadas, mas não conseguiu se destacar na função. Patrick não fez papel de meia e toda hora sumia na partida, sem criar nenhuma chance. O Palmeiras, então, procurava alternativas dentro de campo. E em busca dessas alternativas, saiu o primeiro tento: Fernandão fez papel de pivô e devolveu para Daniel Carvalho. O meia entrou que nem um furacão na área e chutou forte, cruzado, sem chances para o goleiro: 1 a 0.

Deola fez duas boas defesas na sequência, mas depois falhou: Márcio Araújo cometeu falta no bico da área. Ricardinho bateu fraco, mas o goleiro palmeirense aceitou: 1 a 1.

Para a segunda etapa, o Verdão veio sem nenhuma alteração. A única diferença é que, nitidamente, Fernandão e Maikon Leite ficavam trocando de posição: ora um era o centroavante, ora outro era o ponta. Não deu certo. Mas aos 3 minutos, Assunção bateu falta de longe e fez um golaço, virando a partida: 2 a 1 Palmeiras no Pacaembú.

Na sequência, Felipão promoveu a primeira substituição: sacou Patrick, opaco em campo, e mandou João Vitor. A distribuição da equipe melhorou com a entrada do garoto, e o Palmeiras começou a ter mais espaços em campo. Felipão ainda tirou Fernandão e promoveu a estreia de Barcos, que teve sua documentação regularizada e estava disponível no banco de reservas.

Satisfeito com o resultado, os alviverdes começaram a trocar passes sem fundamento e objetivo, e o XV começou a crescer no jogo. Tanto que o adversário empatou em um lance bem estabanado: bola na área e Deola tira errado, quando poderia ter agarrado. Depois de bate rebate, a bola sobrou na pequena risca, rasteira. O goleiro palmeirense dividiu com Hugo e a bola ficou “sambando” na frente do gol. Maurício Ramos chegou para tentar afastar, e deu chute criminoso para dentro das próprias redes: 2 a 2.

Após o empate, o Palmeiras não se abateu e se lançou ao ataque. Falta bem longe da área, que Assunção mandou cavada e forte, dois minutos depois de sofrer o empate. Arthur se deslocou muito bem e mandou de cabeça, virando o jogo. 3 a 2 Palmeiras.

Felipão ainda mandou Chico para o lugar de Daniel Carvalho. Todos imaginavam que ele mandaria Pedro Carmona, mas obviamente que isso não ocorreu, por conta da vantagem no placar. E assim, no sufoco, o Palmeiras “dormirá” líder do Paulistão 2012.

Opinião

Diante de vários aspectos, a vitória contra o XV foi muito boa. Sem Cicinho, o Palmeiras parece que não tem um verdadeiro “explorador” de jogadas laterais. Valdívia exerce papel primordial na criação de jogadas, e Felipão precisa tentar colocá-lo junto com Daniel Carvalho. O treinador palmeirense ainda teve que testar dois atletas, Artur e Barcos, e tudo poderia dar errado: falta de ritmo, problema de entrosamento, etc. Com o tempo, o time tende a melhorar. Mas precisa trabalhar os erros primários. Deola teve uma noite para realmente apagar da memória, também.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 3 x 2 XV DE PIRACICABA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 08/02/2012 – 22h
Arbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

RENDA/PÚBLICO: R$ 237.331,00/ 7.352 pagantes
CARTÃO AMARELO: Gláuber, Alex Cazumba e Marcus Vinicius (XVP)
CARTÕES VERMELHO:-
GOLS: Daniel Carvalho, 15′ 1º/T (1-0), Ricardinho, 31′ 1º/T (1-1), Marcos Assunção, 2′ 2º/T (2-1), Maurício Ramos (contra), 26’/2°T (2-2), Artur, 28’/2°T (3-2)

PALMEIRAS: Deola, Artur, Henrique, Maurício Ramos e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik (João Vitor, aos 10’/2°T) e Daniel Carvalho (Chico, aos 30’/2°T); Maikon Leite e Fernandão (Barcos, aos 15’/2°T). Técnico: Felipão.

XV DE PIRACICABA: Gílson, Everton, Marcus Vinicius e Toninho; André Cunha (Marlon, aos 40’/2°T), Adilson Goiano, Glauber (Savoia, aos 37’/2°T) , Ricardinho e Alex Cazumba; Paulinho (Adílson, aos 15’/2°T) e Hugo. Técnico: Moisés Egert.

 

Os gols da vitória:

 

Comentários

comentários