Verdão vence a Ponte Preta por 2 a 1 e assume a liderança do Paulista 2012. Juninho marcou um golaço e Assunção fechou o placar.

Por Thiago Gomes

Felipão declarou a semana toda que não escalaria Daniel Carvalho e Valdívia juntos. Surpreendentemente, o treinador palestrino contrariou suas próprias declarações e mandou os dois para campo, sacando Ricardo Bueno. O resultado disso é que logo no começo o Verdão abriu o placar com um golaço. Daniel passou para Valdívia, que devolveu. Daniel deu um tapinha na bola e viu Juninho livre. Sozinho, o lateral mandou por cima do goleiro, fazendo um golaço e abrindo o placar: 1 a 0 Palmeiras.

Com vantagem no placar, o Palmeiras mostrou que tem chances de levar títulos esse ano. Excelentes trocas de passe, envolvendo plenamente o time campineiro. Aos 10, Barcos foi derrubado pelo lado esquerdo do goleiro. Assunção cobrou e deu pinta de que cruzaria. A bola encobriu o goleiro. Outro golaço Verde no Pacaembú: 2 a 0.

Se com 1 a 0 o jogo estava dominado, com dois, então, ficou praticamente batido. Barcos fazia muita movimentação confundindo a zaga da Ponte, que viu Daniel Carvalho e Valdívia arrumando diversas chances para o ataque palmeirense. Mas, aos 37, a Ponte diminuiu: escanteio e bola na área. Deola saiu mal e e Ferron cabeceou para as redes: 2 a 1.

Para o segundo tempo, sem alteração. O Palmeiras fez o goleiro Lauro trabalhar bastante. Valdívia e Daniel Carvalho tiveram duas boas chances, mas o goleiro campineiro defendeu. Barcos também perdeu grande oportunidade na área. Valdívia foi derrubado na área e o juiz resolveu não apitar. Mas, mesmo assim, o Palmeiras envolvia o time da Ponte Preta plenamente, mas não conseguia ter objetividade e concluir com perfeição.

Aos 26 minutos, quase o empate: Pimpão e Roger tentaram chutar bola rebatida na área verde, mas não tiveram sucesso. Aos 30 minutos, Felipão resolveu sacar Daniel Carvalho, cansado, e colocar Tinga. A alteração não foi muito bem aceita pela torcida, mas Felipão mesmo assim confirmou e não deu ouvidos.

No final da partida, Felipão mandou para campo Chico e Maurício Ramos para finalizar o resultado. A vitória era muito importante para as pretensões palmeirenses no Campeonato. O juiz encerrou a partida na sequência, sacramentando o Palmeiras como líder da competição, já que o Corinthians empatou com o Comercial-RP fora de casa, por 3 a 3.

A próxima partida do Verdão será contra o Corinthians, pelo Paulistão. Na quarta-feira, o Palmeiras recebe o Coruripe-AL em Jundiaí, pelo segundo jogo da primeira fase da Copa do Brasil 2012.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 PONTE PRETA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 17 de março de 2012, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Marco Antônio Gonzaga da Silva e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Artur (Palmeiras). Agenor, João Paulo (Ponte)
Público: 19.152 pagantes
Renda: R$ 579.772,00
GOLS: PALMEIRAS: Juninho, aos 2, e Marcos Assunção, aos 11 minutos do primeiro tempo
PONTE PRETA: Ferron, aos 37 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Deola; Artur, Leandro Amaro, Román e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor (Chico), Daniel Carvalho (Tinga) e Valdivia (Maurício Ramos); Barcos
Técnico: Luiz Felipe Scolari

PONTE PRETA: Lauro; Guilherme, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; João Paulo, Agenor (William Magrão), Gerson (Márcio Diogo), Enrico (Rodrigo Pimpão) e Renato Cajá; Roger
Técnico: Gilson Kleina

Comentários

comentários