Verdão vence fácil por 3 a 0 em ritmo de treino e avança na Copa do Brasil. Próxima vítima: o Corinthians!

O Palmeiras venceu o Coruripe-AL sem maiores dificuldades por 3 a 0 e eliminou os alagoanos da Copa do Brasil. Sem Valdívia e Daniel Carvalho, o time teve que contar com Patrick na armação. O primeiro tempo passou em branco, mas o Palmeiras marcou três gols na segunda etapa e fechou o resultado.

O jogo

Felipão optou pela entrada de Patrick, sendo responsável pela armação. O time, dessa forma, lembrou a equipe do ano passado, que não conseguia evoluir com jogadas bem trabalhadas. Dava sorte com Assunção ou até mesmo chutões para frente.

Sem evolução no meio, Maikon Leite tentou voltar para buscar jogo, mas esbarrou na forte e retrancada marcação do time alagoano. O argentino Barcos tentou fazer o mesmo, mas não teve sucesso. A única chance de gol saiu justamente em uma jogada entre os dois. Barcos tocou de leve para Maikon Leite tirando a marcação, no lado esquerdo do goleiro Juninho. Leite encheu o pé, mas o goleiro foi buscar. O Coruripe teve uma bela chance com falta cobrada, mas Deola jogou para escanteio.

Vendo que o time não iria produzir mais do que aquilo, o técnico palmeirense optou pela saída de Patrick e a entrada de Pedro Carmona. No ataque, Maikon Leite saiu com dores e deixou a vaga para Ricardo Bueno.

O que o torcedor viu foi uma equipe totalmente diferente. Guerreira, forte,  com muita velocidade e sempre buscando o jogo. Talvez o sangue “novo” ajudou. Aos 9, falta na intermediária. Não era muito para Assunção, já que o volante palmeirense gosta um pouco mais longe. Mesmo assim, ele bateu, a bola passou da barreira e aí foi só correr para o abraço. Com o Jayme Cintra lotado, Assunção saiu com os braços abertos e comemorou: 1 a 0 Palmeiras.

O gol tirou a obrigação do Palmeiras e a desconfiança da torcida. Afinal, por mais fraca que seja a equipe alagoana, futebol é futebol e tudo poderia acontecer. Aos 13, Assunção fez um lançamento espetacular na cabeça de Barcos. O nosso matador argentino tocou fundo no gol de Juninho, que foi pego no contrapé e não teve chance alguma de defesa. 2 a 0 Palmeiras.

O Coruripe estava combalido e a única alternativa era se fechar um pouco mais para não tomar uma goleada vexatória. Aos 39, Juninho recebeu e cruzou rasteiro e forte. A bola desviou no jogador alagoano e matou Juninho, concluindo o terceiro e último gol palestrino na partida.

O juiz apitou o final da partida e o Palmeiras já voltou seus pensamentos para o clássico de domingo, contra o Corinthians, no Pacaembú. Uma vitória no clássico garante a manutenção da liderança no Paulistão e a 23ª partida sem derrota. O próximo confronto no Verdão pela Copa do Brasil será contra o Horizonte, do Ceará. As datas ainda não foram confirmadas pela CBF.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3X0 CORURIPE-AL

Local: Jayme Cintra, Jundiaí (SP)
Data/hora: 21/03/2012 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Junior Hermes (PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Nadine Schram Camara Bastos (SC)

Público e renda: 11.143 pagantes / R$ 250.826,00
Cartões amarelos: Barcos (PAL); Jacó (COP)
Cartão Vermelho: –
GOLS: Marcos Assunção, 10’/2ºT (1-0); Barcos, 13’/2ºT (2-0); Juninho, 39’/2ºT (3-0)

PALMEIRAS: Deola, Cicinho, Leando Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção e João Vítor; Maikon Leite (Ricardo Bueno, intervalo), Patrik (Pedro Carmona, intervalo) e Barcos (Vinícius, 34’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CORURIPE: Juninho, Rogério Rios, Jacó, Mello e Rogerinho; Geninho (Wallax, 41’/2ºT), Jota, Jair (Jacobina, intervalo) e Cleiton; Ivan (Jhullian, 40’/2ºT) e Washington. Técnico: Elenílson Santos.

Veja os gols da vitória:

Comentários

comentários