César Sampaio e Frizzo se reuniram com Felipão para esclarecer desabafo.

Por Thiago Gomes

Depois das fortes declarações de Luiz Felipe Scolari, o gerente de futebol César Sampaio e o vice presidente Roberto Frizzo procuraram o treinador para conversar.

Segundo Sampaio, outras pessoas foram responsáveis por levar informações erradas para o treinador. A pressão pelo cargo, também, foi motivo da “explosão” de Scolari.

“Conversamos. Eu e Frizzo colocamos nosso ponto de vista e ele explicou o dele. Nunca houve qualquer problema. Foi um desabafo da parte dele e a gente entende pela pressão do cargo. Algumas pessoas se aproveitaram dessa situação,” disse.

“Não tem muito o que falar sobre isso. Precisamos agora é aproveitar o momento bom na temporada. O título da Copa do Brasil vai ser a maior resposta,” concluiu Sampaio.

Logo após a partida diante do Paraná, que o Verdão venceu por 4 a 0, Felipão esbravejou e disse que a culpa pela falta de reforços é estritamente da diretoria. Segundo o treinador, uma lista com nomes como Thiago Ribeiro e Borges foi entregue, mas quem chegou foi Mazinho e Fernandinho.

O Palmeiras tem seu primeiro compromisso nas quartas da Copa do Brasil diante do Atlético-PR, em Curitiba. Os paranaenses perderam o título estadual para o maior rival, o Coritiba, nos pênaltis, neste final de semana.

Comentários

comentários