Juninho acredita em “guerra” por vaga contra Atlético-PR.

Por Alexandre Righetti 

O fato do Atlético-PR perder a final do Campeonato Paranaense para o maior rival, o Coritiba, não faz o Palmeiras acreditar que irá enfrentar um Furacão desanimado nas quartas de final da Copa do Brasil. O lateral esquerdo Juninho prevê um rival disposto a se recuperar no confronto com o Verdão.

“É um time que tem força física muito grande, pegada e marcação em cima. A dificuldade vai ser muito grande. É um estádio difícil, com campo reduzido. Nosso time gosta de trabalhar a bola, mas vai ser uma guerra e estamos preparados”, analisou o ala alviverde.

Palmeiras e Atlético disputam a primeira partida do confronto na noite de quarta-feira. Como a Arena da Baixada está fechada para reformas, o Atlético-PR manda o jogo para o estádio Durival de Britto, mesmo estádio onde o Verdão derrotou o Paraná por 2 a 1 na fase anterior da competição.

O lateral esquerdo Juninho prevê o Atlético-PR “machucado” depois da derrota na final do Campeonato Paranaense.
Agora, a equipe paulista volta ao local para encarar o rubro-negro, que perdeu o Estadual nos pênaltis, no domingo. Apesar de saber da importância do jogo de volta, que será na Arena Barueri, Juninho adverte para a necessidade de obter um bom resultado como visitante.

“Eles vão vir com mais vontade ainda, porque perderam o título. Estão machucados e querem continuar na Copa do Brasil. Penso que o primeiro jogo sempre é decisivo, porque muda muito a situação do segundo. Nosso grupo está trabalhando para fazer uma boa partida”, afirmou.

Como o Palmeiras foi eliminado nas quartas de final do Paulistão diante do Guarani, a Copa do Brasil se tornou o grande objetivo do clube, que não levanta uma taça desde o Estadual de 2008.

“Vai ser mais uma final para nós e sabemos da importância deste jogo. É um campeonato em que estamos conseguindo evoluir e queremos conquistar o título. Vamos esquecer o que passou e focar, porque vai ser fundamental neste início de ano, que não está sendo tão bom”, concluiu.

Comentários

comentários