Jogando muito mal, time de Felipão perde por 1 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre.

Por Thiago Gomes

O técnico Luiz Felipe Scolari promoveu algumas mudanças no time, porém não surtiram efeito e o Palmeiras jogou muito mal. Em consequência, acabou perdendo três pontos em Porto Alegre e o pior: deixou sua torcida extremamente preocupada para os confrontos das semifinais da Copa do Brasil.

O jogo

Fernandinho foi escalado na lateral esquerda; Felipe veio no meio; Luan jogou aberto pela esquerda e Barcos ficou bem isolado no ataque. O resultado foi que o argentino mal foi acionado, e não conseguiu contribuir com o time. O meio campo abusou em tocar bolas erradas e não conseguiu sequer criar uma jogada. O Grêmio teve um pênalti à seu favor, onde Léo Gago mandou o travessão.

Sem poder de criação, o adversário tomou o meio e não permitia que o Palmeiras fizesse nada. Felipe, sumido, não conseguiu acertar. Márcio Araújo e João Vitor tentavam marcar, mas foram pífios na missão. A zaga ficou intacta, conseguindo marcar e não permitir uma maior proximidade do time gaúcho.

Para a segunda etapa, Felipão optou pela entrada de Valdívia no lugar de Felipe. O time também consertou os problemas na lateral direita, e o jogo equilibrou.

Barcos teve uma grande chance ao chutar sem ângulo. Na sequência, Felipão sacou o argentino e colocou Maikon Leite. A torcida vaiou, e o Palmeiras nem teve tempo de se reordenar. Falta na intermediária, Fernando mandou para a área e André Lima desviou, tirando Bruno da jogada: 1 a 0 Grêmio.

Com o gol, o Grêmio tentou ser soberano e cozinhar “o galo”. O Palmeiras então partiu desorganizadamente para o ataque, tentando alguma coisa. Felipão ainda trocou Assunção por Betinho, sem sucesso. O atacante fez sua segunda partida e teve um desempenho lamentável, não merecendo ficar depois do período de experiência.

No final da partida, Henrique foi derrubado escandalosamente na área, e o juiz preferiu deixar seguir. E, assim, o Palmeiras perdeu o jogo e também a confiança. Na próxima quarta-feira, o Palmeiras viaja até Recife e enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro.

Frases

“Sacanagem. Toda vez é a gente que os caras prejudicam”, disse Cicinho, no final do jogo.

“Se perdeu, precisa melhorar. Se nós tivéssemos perdido jogando um bom jogo, poderíamos não ficar preocupados. Temos um bom número de coisas para melhorar se quisermos passar,” disse Felipão.

“Não vou discutir isso. Se discutir arbitragem eu serei penalizado ou entrarão com um processo contra mim, como é normal agora em futebol. Mas pode-se falar sobre critérios: se houve pênalti do João Vítor, foi idêntico ao sofrido pelo Henrique. Se o critério é diferente porque somos de outro estado, temos que aceitar,” concluiu o treinador palmeirense.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 27/5/2012 – 18h30
Arbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Marco S. Pessanha e Ediney G. Mascarenhas (RJ)

RENDA/PÚBLICO: Não disponíveis
CARTÕES AMARELOS:  Marcos Assunção (PAL); Rondinelly, Vilson, Fernando (GRE)
CARTÕES VERMELHOS: –
GOL: André Lima, 26’/2ºT (1-0)

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Naldo, Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio (Rondinelly – 18’/2ºT); Miralles (André Lima – 33’/1ºT) e Marcelo Moreno (Vilson – 31’/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Bruno; Cicinho, Leandro Amaro, Henrique e Fernandinho; Márcio Araújo, Marcos Assunção (Betinho – 33’/2ºT), João Vitor e Felipe (Valdívia – intervalo); Luan e Barcos (Maikon Leite – 25’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Comentários

comentários