Eleven Fund não gostou das declarações de Tirone e Ronaldinho Gaúcho é novo reforço do Atlético-MG

Por Thiago Gomes

Bastante despreparado para o cargo, o presidente Arnaldo Tirone, mais uma vez, “comeu bola” e queimou o “filme” de outra empresa. Desta vez foi a Eleven Fund, empresa de Dubai disposta a investir no Palmeiras trazendo, à princípio, Ronaldinho Gaúcho.

A ideia da empresa era começar a investir no futebol brasileiro. O Palmeiras seria o primeiro clube que receberia aporte do fundo. E a oportunidade que estava no presente era Ronaldinho Gaúcho, que acabara de romper com o Flamengo após uma briga jurídica por atrasos de salário.

“Vamos fazer de tudo para colocar o Ronaldinho no Palmeiras. Vamos nos dedicar muito para isso,”  disse Felipe Rubini, diretor da empresa na América do Sul.

Na sequência, o presidente despreparado declarou que só aceitaria “fundos italianos” no Palmeiras. “Isso tudo é poesia. Fundo árabe a troco do quê? Eles vão por dinheiro a custo zero? Não vão. O Palmeiras não vai remunerar nenhum fundo árabe. Nosso fundo é da Itália. Se fosse alguma empresa italiana, tudo bem. Tudo tem um custo, ninguém dá dinheiro de graça. Ninguém vai dar presente de Papai Noel para o Palmeiras. E Papai Noel só em dezembro,” disse Tirone.

A declaração causou revolta na empresa, que imediatamente encerrou as negociações e conversas. Com isso, Ronaldinho viajou para Belo Horizonte, treino no Atlético-MG e fechou contrato com os mineiros. O atacante receberá salário de R$ 350 mil, quase R$ 800 mil à menos do que recebia no Flamengo.

Comentários

comentários