Esposa do jogador ficou desesperada e fez o pedido para voltar ao Chile.

Por Thiago Gomes

Na noite desta quinta-feira, Valdívia e sua esposa ficaram sob custódia de bandidos que fizeram um sequestro relâmpago. O casal ficou três horas nas mãos dos marginais, que sacaram valores em caixas eletrônicos e roubaram outros bens, como celulares e o carro.

“Eles ficaram três horas em poder do assaltante. Estava com a esposa, o quadro é delicado, a esposa estava muito abalada, querendo voltar para o Chile, até teria sido ameaçada se falasse com a Polícia. Ele, como marido e pai, achou melhor ir, até porque iria concentrar e ela ficaria sem ele. Ela se sente mais segura lá. Queremos que ele fique bem aqui para render. Quando você nao está bem emocionalmente, isso influencia,” disse César Sampaio, gerente de futebol.

“Valdivia é importante para nós, o que pode atrapalhar é que perdemos um atleta importante para o grupo. Estando bem, sempre foi titular. Sentimos pelo laço de amizade e do convívio natural dos atletas. Temos um elenco, tem de ser equilibrado, a reposição será à altura. Esperamos que esse fato ruim sirva de ânimo para o grupo se motivar, se solidarizar e em caso de vitória dedicar a ele, que está fragilizado, por tudo que tem vivido,” disse Sampaio.

O jogador não vai encarar o Atlético-MG, neste sábado, no Pacaembú. O Palmeiras tem apenas um ponto em três partidas, e o alerta já está ligado.

Comentários

comentários