Atacante desmentiu declaração do ex-árbitro que disse que Obina havia “confessado” a falta.

Por Alexandre Righetti

Pelo Campeonato Brasileiro de 2009, o árbitro Carlos Eugênio Simon invalidou gol legal de Obina diante do Fluminense. No jogo de ontem, entre Palmeiras e Botafogo, pela Copa Sulamericana. Simon, agora comentarista pela Fox Sport, afirmou que o centroavante teria admitido a falta no lance.

O Palmeiras disponibilizou nesta quinta-feira um desmentido de Obina para o ex-árbitro. “Não (confessei para o Simon que fiz a falta), até porque as câmeras dizem tudo. Eu estava sozinho no lance, como é que eu iria cometer uma falta? O Simon tem que entender que errou e tem que assumir o erro dele. Não pode colocar a culpa nos outros e dizer que eu falei ou deixei de falar. Com certeza (é mentira dele). Pura mentira! Todo mundo viu que eu não fiz falta e que eu fiz um gol legítimo. Isso nos atrapalhou muito naquele ano (2009)”, lembrou Obina.

Simon afirmou declarou ontem, durante a transmissão do jogo. “(Obina) é um jogador muito honesto. Quando ele comete falta, como foi o caso do jogo contra o Fluminense em 2008 (ano correto é, 2009), ele mesmo veio ao microfone e disse ‘olhe, eu realmente fiz a determinada falta'”, afirmou o atual comentarista.

O gol marcado por Obina e mal anulado impediu que o Palmeiras conquistasse pelo menos um ponto diante do Fluminense, que também se salvou do rebaixamento na última rodada daquele Campeonato Brasileiro. Ironicamente, o ponto a mais teria levado os palmeirenses à Libertadores 2010 – e o ponto a menos, por outro lado, rebaixaria o Flu e salvaria o Coritiba da Série B.

Comentários

comentários