Verdão enfrenta o Libertad-PAR para disparar na liderança do grupo na Libertadores.

Por Thiago Gomes

O Palmeiras está no Paraguai para enfrentar o Libertad-PAR, pela segunda rodada da Copa Libertadores. Uma vitória palestrina garante a liderança do grupo e uma tranquilidade maior, já que os comandados de Gilson Kleina bateram o Sporting Cristal-PER, na estreia, por 2 a 1.

Como diz o velho ditado, em “time que está ganhando não se mexe”, Kleina promete manter a mesma equipe que venceu os peruanos no Pacaembú. Porém o técnico palmeirense terá à disposição no banco os atacantes Kleber, Maikon Leite e o meia Valdívia, que vem de boa atuação na última rodada do Paulistão, quando o Palmeiras venceu o União Barbarense por 1 a 0.

“A expectativa é de que possamos fazer o nosso melhor, claro que tentando voltar com uma vitória. Mas o mais importante é somar ponto”, disse o treinador, não descartando que o empate seja bom negócio.

Sobre o retrospecto contra paraguaios, o Palmeiras está muito bem posicionado. Foram 11 vitórias alviverdes, 9 empates e somente três derrotas. Contra o adversário desta noite, só ocorreram amistosos. Foram três, com duas vitórias palmeirenses e somente um empate.

O Libertad-PAR derrotou o Tigre-AR na Argentina e fez uma bela estreia. O time está em sexto no campeonato nacional, que tem apenas doze representantes. O destaque da equipe é o volante Guinazu, ex-Internacional. A equipe do técnico Rubéns Israel é perigosa nos contra-ataques e promete respeitar o Palmeiras, mas também ir para cima tentando buscar o resultado.

“Jogamos uma bela partida contra o Tigre, estivemos bem em todas as linhas do campo, fomos bem sólidos, acelerando quando precisamos e jogando quando tivemos que fazer isso. Será difícil, já que enfrentaremos uma equipe brasileira que joga bem, tocando a bola e bem ofensiva, mas creio que podemos repeti-la contra o Palmeiras. Temos que nos manter organizados e fazer nosso trabalho”, disse o volante Sergio.

Palmeiras e Libertad-PAR se enfrentam logo mais, às 19h15.

FICHA TÉCNICA
LIBERTAD X PALMEIRAS

Local: estádio Nicolás Leoz, em Assunção (Paraguai)
Data: 28 de fevereiro de 2013, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Juan Soto (Venezuela)
Assistentes: Jorge Urrego e Carlos Lopez (ambos da Venezuela)

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz; Jorge Moreira, Benegas, Pedro Benítez e Mencia; Mendieta, Sergio Aquino, Guiñazú e Samudio; José Ariel Núñez e Pablo Velázquez
Técnico: Rubén Israel

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Mauricio Ramos e Marcelo Oliveira; Vilson e Márcio Araújo; Souza, Wesley, Patrick Vieira e Vinicius
Técnico: Gilson Kleina

Comentários

comentários