Henrique culpa arbitragem pela derrota no Paraguai

0


Zagueiro levou pancada, saiu sangrando e viu o Libertad marcar o segundo gol.

Por Thiago Gomes

Ao término da partida, no Paraguai, o zagueiro Henrique era um dos mais nervosos com o resultado de 2 a 0 para o adversário. Tudo começou por conta de uma agressão não vista pelo árbitro. Henrique levou uma cotovelada de Velázquez e ficou com o nariz sangrando. O árbitro pediu para o zagueiro sair e estancar o sangramento. Henrique voltou à campo, mas o algodão acabou ficando sujo de sangue. Então o juiz pediu novamente para Henrique deixar o gramado. No lance seguinte, o Libertad marcou o gol com Pedro Benítez, que subiu sozinho.

“O cara (Velázquez, atacante do Libertad) deu três cotoveladas no jogo, uma ele acertou, me tirou do jogo, outro cara (Pedro benítez) foi lá e fez o gol. É uma palhaçada. O quarto árbitro é outro bandido”, disse Henrique.

“A culpa não foi dos jogadores aqui, foi do árbitro, que me tirou em uma bola parada, que a gente sabe que pode surgir uma oportunidade de gol. E o quarto árbitro também me segurou, sendo que estava tudo ok”, concluiu.

O Palmeiras já está em São Paulo e realizou treinamento na manhã deste sábado. Na quarta, o time encara o Tigre, na Argentina, e precisa vencer para continuar com chances de classificação para a segunda fase da Copa Libertadores.

Comentários

comentários