Maior torcida do Palmeiras confirma excesso, mas condena Paulo Nobre sobre atitude.

Por Thiago Gomes

Após a confusão no aeroporto em Buenos Aires com jogadores do Palmeiras, a Mancha Verde publicou nota em seu site oficial explicando o ocorrido.

Segundo a nota, a torcida entende que realmente houve exageros. “Não nos manifestamos após o incidente no Aeroporto de Buenos Aires, pois contra imagens não há argumentos,” inicia. Porém a torcida critica a forma como Paulo Nobre, presidente do clube, se posicionou diante da situação.

A Mancha condenou o atual presidente de “jogar” a torcida uniformizada contra os torcedores alviverdes. “Por sua inexperiência e covardia, (Nobre) ataca a maior torcida do seu clube! E simplesmente jogou a Mancha contra todos os torcedores do Palmeiras. Entendemos que o acontecido nos cabe muita reflexão e vergonha, mas não somos criminosos e não aceitamos ser achincalhados por um presidente iludido e querendo levantar bandeira de revolucionário as nossas custas!,” publicou a torcida.

Sobre o corte das relações entre o clube e a torcida, a Mancha foi enfática. “Não queremos ter “boas relações” com o senhor. Queremos o Palmeiras forte, digno e vencedor, com espírito NOBRE”.

Paulo Nobre colheu imagens e enviou para as entidades competentes, como Polícia e Ministério Público. O atual presidente chegou a conversar com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sobre as possíveis punições.

Comentários

comentários