A conta é simples: o Palmeiras precisa de sete pontos nos quatro jogos restantes do Campeonato Brasileiro para ficar com o título. Independentemente dos resultados dos rivais, caso chegue aos 77, o Verdão não poderá ser alcançado. A missão da equipe no torneio começa nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), contra o Atlético-MG, no estádio Independência.

O fato de não depender de outros resultados faz com que o elenco alviverde se sinta à vontade para não secar adversários. Santos e Flamengo, principais rivais na briga pelo título, têm de fazer o contrário: se preocupar com as próprias partidas e também torcer por tropeços do Verdão.

Por precisar de sete pontos e ainda ter dois jogos em casa, contra Botafogo e Chapecoense, nas próximas rodadas, o Palmeiras trata o empate em Belo Horizonte como ótimo resultado. Nas contas de Cuca, é um resultado ideal para o Verdão levantar a taça. Sem tropeçar nos duelos consecutivos na arena, claro.

O Atlético-MG ainda tem chances remotas de título, mas pode ser “eliminado” pelo Palmeiras. Caso o Verdão vença no Horto, não poderá mais ser alcançado pelo Galo. No momento, a prioridade do time mineiro é a final da Copa do Brasil, que será disputada contra o Grêmio a partir da próxima semana.

Os holofotes estão voltados para Gabriel Jesus. Sem marcar há oito jogos pelo clube, o atacante acumulou grandes atuações pela seleção brasileira. Artilheiro palmeirense no Brasileirão, com 11 gols, ele vive as últimas chances de encerrar o jejum e voltar a decidir no momento mais importante para a equipe na competição.

O clima é de total concentração pelo título no Verdão. Logo após a partida contra o Atlético-MG, o elenco embarca em voo fretado para voltar a São Paulo e partir para Atibaia. A intenção do técnico Cuca é uma preparação perfeita antes do jogo diante do Botafogo, no próximo domingo – partida que pode dar a taça ao clube.

Comentários

comentários