Palmeiras se despede de Cuca com triunfo e Vitória segue na elite

Ganhador do Campeonato Brasileiro de maneira antecipada, o Palmeiras entrou em campo para enfrentar o Vitória na tarde deste domingo com um time reserva, em Salvador. Na despedida do técnico Cuca, o time alviverde ganhou por 2 a 1 e os baianos permaneceram na elite.

0
150


Após uma campanha de 24 vitórias, oito empates e seis derrotas, o Palmeiras encerra o Campeonato Brasileiro com 80 pontos ganhos, o melhor ataque (62) e a defesa menos vazada ao lado do Atlético-PR (32). Já o Vitória fica no 16º lugar com 45 pontos, apenas dois a mais que o Internacional, primeiro da zona de rebaixamento.

Com 44 pontos na segunda metade do torneio, o Palmeiras fez o melhor turno do Brasileiro com 20 clubes, iniciado em 2006. O time de Cuca ainda alcançou as mesmas 24 vitórias de Corinthians (2015) e Cruzeiro (2014). De forma inédita, a equipe ainda encerra o campeonato sem cartões vermelhos.

O Jogo – O Palmeiras acertou a trave com Leandro Pereira logo no começo do jogo, mas acabou sofrendo o primeiro gol. Aos 12 minutos, Marinho cobrou falta pelo lado direito no rumo do gol, a bola passou por todo o mundo e o goleiro Jailson não conseguiu defender.

Três minutos depois, o Palmeiras chegou ao empate no Barradão. Fabrício levou a melhor pelo lado esquerdo e lançou na ala oposta para Erik. O atacante carregou pelo meio e acabou desarmado na entrada da área. A bola sobrou livre para o volante Gabriel, que fuzilou o goleiro Fernando Miguel.

Com lesão na coxa direita, o capitão Mina foi substituído por Matheus Sales e Thiago Santos passou a jogar como zagueiro. Nos acréscimos, Fabrício subiu novamente pela esquerda e chutou. A bola desviou na zaga do Vitória e sobrou para conclusão certeira de Alecsandro.

O Palmeiras quase ampliou logo aos seis minutos do segundo tempo. Em uma jogada ensaiada de escanteio pelo lado direito, Cleiton Xavier cobrou rasteiro, Tchê Tchê deixou passar e Fabrício completou. A bola sobrou limpa para Leandro Pereira na cara do gol, mas o centroavante mandou por cima do gol.

Precisando de um empate para permanecer na Série A sem depender de outros resultados, o Vitória quase conseguiu seu objetivo aos 22 minutos da etapa complementar. Em nova cobrança de falta, Marinho acertou o travessão do goleiro Jailson.

Contratado no começo da temporada, o volante Rodrigo finalmente estreou ao substituir Cleiton Xavier. Já o jovem Artur teve a chance de entrar no lugar de Alecsandro. Com o Palmeiras campeão e o Internacional empatando com o Fluminense no Rio de Janeiro, os últimos minutos foram de poucas emoções em Salvador.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 2 PALMEIRAS

Data: 11/12/2016, domingo
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Horário: 17 horas (Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (FIFA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves
Público: 34.987 pessoas
Cartões amarelos: Zé Love (VIT); Cleiton Xavier, Alecsandro, Thiago Santos, Jailson, Fabrício e Matheus Sales (PAL)
Gols:
VITÓRIA: Marinho, aos 12 minutos do 1º Tempo
PALMEIRAS: Gabriel, aos 15 minutos do 1º Tempo, e Alecsandro, aos 45 minutos do 1º Tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller; Willian Farias, Marcelo e Cárdenas (Serginho); Marinho, David e Zé Love (Tiago Real)
Técnico: Argel Fucks

PALMEIRAS: Jailson; Gabriel, Mina, Thiago Martins e Fabrício; Thiago Santos, Tchê Tchê e Cleiton Xavier (Rodrigo); Leandro Pereira, Alecsandro (Artur) e Erik
Técnico: Cuca

Comentários

comentários