Palmeiras empata com Audax e adia conquista da melhor campanha

Verdão fica no 2 a 2 com a equipe de Osasco, com gols de Róger Guedes, Willian, Betinho e Léo Artur. Gabriel Jesus vê jogo em camarote, e Fernando Diniz é expulso

0
206

Palmeiras e Audax empataram por 2 a 2 em duelo movimentado na Arena, neste sábado, no Paulistão. Classificado para o mata-mata, o Verdão está garantido na liderança do Grupo C, com 26 pontos. O time também está perto do primeiro posto da classificação geral. Só o rival Corinthians pode alcançá-lo.

O Audax continua na briga para fugir do rebaixamento. O time tem nove pontos, na lanterna do Grupo D, e divide a lanterna geral com a Ferroviária. É importante lembrar que os jogos do mata-mata continuam valendo pontos para a classificação geral.

O ótimo jogo com a bola rolando terminou com muita reclamação do técnico Fernando Diniz após o apito final, expulso por reclamação. Ele ficou na bronca com o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, que não permitiu a cobrança de uma falta no último lance da partida e permaneceu no gramado por mais de cinco minutos batendo boca.

Os reservas do Verdão marcaram com Róger Guedes e Willian. O Audax balançou a rede com Betinho, em chute que chegou a furar a rede, e um golaço de Léo Artur, por cobertura no goleiro Jailson. Quem viu tudo de camarote foi o palmeirense e agora atacante do Manchester City, Gabriel Jesus, ao lado do ídolo Fernando Prass.

Na última rodada da primeira fase, os dois times entram em campo na noite de quarta-feira. O Palmeiras encara a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Audax recebe o Santo André, no José Liberatti, em Osasco, em duelo contra o rebaixamento no estadual.

Audax perde gols, e Palmeiras marca

Os reservas de Eduardo Baptista pouco criaram na etapa inicial. Na luta contra o rebaixamento, o time de Fernando Diniz chegou a chutar três vezes antes da primeira finalização alviverde, aos 12 minutos.

Na melhor chance da etapa inicial, o Audax desperdiçou ótimo contra-ataque com Rafinha. Livre pelo lado esquerdo, ele invadiu a área, mas não finalizou nem cruzou.

Os palmeirenses pressionavam a tradicional saída de bola com toques do Audax e tiveram a primeira chance de marcar em presente do goleiro Felipe Alves para Michel Bastos. De primeira, o meia tentou encobrir o goleiro, mas errou por pouco.

Na persistência de Michel, no entanto, saiu o gol: aos 46 minutos, o meia teve muito espaço para finalizar, Felipe Alves deu rebote e Guedes completou para a rede. Na comemoração, homenagem a Gabriel Jesus.

Duelo movimentado

O melhor do jogo ficou reservado para o excelente segundo tempo. Garantido no mata-mata, o Palmeiras não abriu mão de atacar, e o Audax partiu para o tudo ou nada, na esperança de fugir do rebaixamento.

A persistência do time de Osasco foi premiada aos 21 minutos: Betinho apareceu livre por trás da defesa palmeirense e finalizou de primeira para vencer Jailson. Pouco antes, Eduardo Baptista colocou Willian e Érik na equipe. E os dois fizeram a jogada do segundo gol alviverde.

Érik desarmou no ataque e tabelou com Willian, que precisou de duas finalizações para vencer Felipe Alves. O mesmo Willian havia ficado no quase ao mandar uma bomba no travessão.

Mas o que parecia definido teve nova reviravolta. Em novo contra-ataque, Léo Artur ganhou de Zé Roberto e deu um lindo toque de cobertura para encobrir Jailson. A bola entrou lentamente e decretou o resultado final do ótimo duelo na arena alviverde.

Comentários

comentários