Palmeiras já ‘esquece’ sufoco e trata clássico na Vila como decisão

Eduardo Baptista já pensa no clássico contra o Santos na Vila Belmiro

0
468


Mal saboreou a importante vitória (no sufoco) sobre o Jorge Wilstermann, pela segunda rodada da Copa Libertadores da América, e Eduardo Baptista já precisou abaixar a adrenalina e pensar no próximo compromisso. Afinal, no domingo, às 18h30 (de Brasília), o Palmeiras encara o Santos, na Vila Belmiro, em clássico pela nona rodada do Campeonato Paulista.

A empolgação pela primeira vitória no torneio sul-americano, horas depois, ficou para o segundo plano. O treinador palmeirense, citado costumeiramente por pessoas ligadas ao clube como um ‘nerd’ por futebol, prometeu assistir ao duelo entre Santos x The Strongest para definir o planejamento para o clássico do domingo.

“O Santos perdeu alguns jogadores, tem outros voltando, então temos que esperar um pouquinho. Vamos ver amanhã [quinta-feira] para estudar, ver se vem com o Renato…se vier, temos que tirá-lo do jogo, no bom sentido. Se não vier, é outro tipo de marcação”, disse Eduardo Baptista, ainda na sala de coletivas após a vitória pela Libertadores.

O espaço de três dias entre o compromisso sul-americano e o estadual garantiram certo alívio para o treinador. Embora admita que o lado físico possa pesar para definir quem descerá a Serra do Mar como titular, o treinador quer um espírito semelhante ao da última quarta-feira na Vila Belmiro.

“Temos três dias para recupera, descansar e colocar a melhor equipe. Esta partida será encarada como uma decisão, como foi contra o Tucumán, o São Paulo e o Jorge Wilstermann. A gente precisa criar essa identidade [time aguerrido e de técnica] e conseguir bons resultados”, discursou o treinador palmeirense, que aponta o jogo de domingo como fundamental para um futuro próximo.

“O que importa é fazer desse jogo mais uma decisão. A partir de abril temos quartas, semi e final da Libertadores, além de mais dois de Libertadores. Será um abril só de decisões e estamos nos preparando para esse momento. O jogo do Santos é mais um jogo pesado para criar essa identidade e chegar bem em abril”, complementou.

Antes de sentar-se em frente à televisão e observar minuciosamente o rival da Baixada Santista, Eduardo Baptista iniciará a preparação para o clássico na tarde desta quinta-feira. O Palmeiras se reapresenta a partir das 16h (de Brasília), na Academia de Futebol.

Comentários

comentários