Força máxima e cabeça leve: Palmeiras se arma para apagar clássicos de 2017

0
93

Invencibilidade, time sólido e força máxima à disposição: o Palmeiras entra na semana de seu maior clássico com tudo sob controle, uma vantagem em relação ao rival Corinthians. São justamente estes os fatores que o time alviverde pode explorar para se livrar de vez das lembranças dos clássicos do ano passado.

A temporada em questão teve três derrotas sofridas para o Corinthians — o extremo oposto do ano anterior, diga-se, quando a trinca de vitórias foi palmeirense. Coincidentemente, a gangorra nos clássicos ecoou nos títulos: quem se deu bem no duelo particular também levantou taça. O detalhe dá o tempero do encontro deste sábado (24), em Itaquera, onde o time alviverde tenta começar a dar o troco por 2017.

Do lado palmeirense, pesa a boa fase e a profusão de alternativas. A tendência é que Roger Machado faça sua estreia em Corinthians x Palmeiras sem nenhum desfalque: os pendurados Felipe Melo e Victor Luis não tomaram cartão contra a Ponte Preta; Borja tem a semana inteira para se livrar de um incômodo no joelho; e o departamento médico trabalha para deixar Diogo Barbosa, Edu Dracena e Moisés à disposição.

Não à toa o Palmeiras nada de braçada no Campeonato Paulista, pois tem conseguido traduzir em vitórias a qualidade de suas peças. Nem os dois empates seguidos abalam a confiança dos alviverdes, que afinal têm o melhor ataque isolado e também a melhor defesa do Estadual (ao lado de São Paulo e São Bento).

O lado oposto do clássico é muito mais espinhoso. O Corinthians soma duas derrotas para Santo André e São Bento e recentemente perdeu Marquinhos Gabriel, lesionado. As opções de Fábio Carille são bastante limitadas se comparadas ao elenco palmeirense; o técnico ainda procura um camisa 9 e faz seus testes para estimular a criatividade do meio-campo.

Perguntado sobre o sentimento pré-clássico, Roger admite certo nervosismo pelo debute. “É a ansiedade de grandes clássicos do Brasil. A gente sabe do peso, da importância, e tem uma semana inteira para trabalhar”, diz. O novo teste de fogo do Palmeiras vale pela nona rodada do Campeonato Paulista, e uma vitória na casa do rival já confirma a classificação.

Comentários

comentários