TJD não julga interferência externa na final do Paulista e Palmeiras prossegue

0
976
O flagra. O uso do celular em campo
O flagra. O uso do celular em campo


Como já era esperado, o Tribunal de Justiça Desportiva, braço da Federação Paulista e que tem o delegado Olim, corintiano, como presidente, resolveu não julgar o mérito do pedido do Palmeiras sobre interferência externa na decisão do Paulista.

Na ocasião, o árbitro Marcelo Aparecido deu pênalti de Ralf em Dudu e depois voltou atrás. Imagens coletadas por uma empresa contratada pelo Palmeiras confirmam o uso de interferência externa.

Com a negativa, o Palmeiras prossegue agora no Superior Tribunal de Justiça. Após análise, se ainda não for de acordo com a verdade, o clube vai procurar a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

Comentários

comentários