A negativa palmeirense pela proposta da China pelo atacante Dudu parece não ser definitiva. Uma reunião entre Maurício Galiotte, presidente, e o atacante Dudu, aconteceu na Academia de Futebol nesta quarta-feira.

O diálogo aconteceu após mais uma oferta chinesa. Dudu está seduzido pelos valores salariais propostos e a diretoria não gostaria de liberá-lo antes do final do ano. A justificativa é que o Palmeiras terá uma forte reduzida na qualidade do seu plantel, somando a saída de Keno para o futebol egípcio.

O Shandong Luneng promete melhorar ainda mais a proposta. Se isso acontecer, de fato, a situação ficará muito difícil e não existirá motivos para negar a oferta.

Comentários

comentários