O jogador Deyverson, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Tiago (D), do EC Bahia, durante partida valida pelas quartas de final (ida), da Copa do Brasil, na Arena Fonte Nova.


O Palmeiras não saiu do empate com o Bahia pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. O placar de 0 a 0 dá a oportunidade do Verdão ganhar por um placar simples e confirmar a classificação para as semifinais. O objetivo é buscar o tetra da competição.

Primeiro tempo
Comandado por Paulo Turra, auxiliar de Felipão, os primeiros dez minutos foi de amplo domínio palmeirense. Dudu e Deyverson perderam boas chances e mostraram que o time viria com tudo para conquistar o resultado.

Depois de 20 minutos, o ritmo verde caiu e o Bahia começou a jogar. Zé Rafael foi o jogador que mais puxou o contra-ataque. E deu belo passe para Gilberto que, na frente de Weverton, perdeu grande chance.

Leia mais:
Ganhe dinheiro assistindo jogos do Palmeiras
Baixe nosso aplicativo para celular Android

A partir dos 35 minutos, os baianos impuseram ritmo forte com Vinícius e Zé Rafael. Sem tempo de bola, o meia Moisés quase comprometeu o jogo contra o Palmeiras. Não tinha tempo de bola e chegou atrasado em dois lances cruciais.

Segundo tempo
Longe do que foi nos primeiros minutos do primeiro tempo, o Palmeiras voltou pressionado pelo Bahia e quase sofreu gol. Os vinte primeiros minutos da segunda etapa foram de amplo domínio do time da casa.

Machucado, Willian saiu e deu lugar a Arthur. O jovem atacante, cria da base palmeirense, deu mais amplitude pelo lado do campo e provocou mais espaços, possibilitando mais chances para o Palmeiras. Dudu e Deyverson não aproveitaram as principais chances.

O lance crucial do jogo foi a penalidade em cima de Arthur. Com visão espetacular, Dudu viu o companheiro passar e tocou. Gregore esbarrou e derrubou Artur na área. Daronco deu pênalti e expulsou o jogador baiano.

Acionado pelos árbitros que controlavam o árbitro de vídeo (VAR), Daronco voltou atrás e deu somente cartão amarelo, mas validou o pênalti. Bruno Henrique bateu forte e acertou a trave, perdendo grande chance de abrir o placar para o Palmeiras.

Turra ainda colocou Gustavo Scarpa em campo para tentar melhorar o setor criativo, mas não teve sucesso. O placar terminou 0 a 0.

Dia 16 de agosto, Palmeiras e Bahia se enfrentam no Allianz Parque para decidir a vaga. Vitória simples do time de Felipão garante a disputa nas semifinais.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 X 0 PALMEIRAS

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 2 de agosto de 2018, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco – FIFA
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Kleber Lucio Gil, ambos FIFA
VAR: Leandro Vuaden (principal), Iavn Bohl e Rodolfo Toski (apoio)
Público: 27.296 pessoas (27.014 pagantes)
Renda: R$ 748.678,5

Cartões amarelos: Bruno, Tiago e Zé Rafael (BAHIA); Diogo Barbos e Felipe Melo (PALMEIRAS)
Cartão vermelho: Deyverson (PALMEIRAS)

BAHIA: Anderson; Bruno, Tiago, Lucas Fonseca e Mena; Gregore, Elton, Vinicius e Zé Rafael (Élber); Edigar Junio (Marco Antônio) e Gilberto
Técnico: Enderson Moreira

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Edu Dracena, Antônio Carlos e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés (Gustavo Scarpa); Dudu (Thiago Santos), Willian (Artur) e Deyverson
Técnico: Paulo Turra

Comentários

comentários