O técnico Luiz Felipe Scolari foi apresentado na tarde chuvosa desta sexta-feira. Na lotada sala de imprensa da Academia de Futebol, Felipão chegou com o mesmo jeito de sempre: respostas fortes e com o coração aberto.

O novo treinador disse que foi contatado por Alexandre Mattos durante a madrugada. Acordou assustado e viu a ligação do Palmeiras. Estava em Portugal onde estava morando até fechar contrato com o Alviverde.

“Eu estava dormindo na minha casa, em Cascais, quando tocou o telefone. Era madrugada, assustei, claro. Mas depois que me dei conta da possibilidade de voltar (…), voltei à cama e não dormi mais. Conversei com a família, porque tínhamos outro planejamento. Assustado, mas depois pensando e convicto que poderia voltar ao Palmeiras e que tenho uma identificação com o Palmeiras, com a torcida e aquilo… Projetamos para o dia seguinte o primeiro contato e depois seguimos uma situação normal que eu estivesse aqui só hoje em relação a uma série de coisas que eu tinha que acertar. E posso dizer que estou muito feliz de estar de volta à minha casa,” disse o treinador.

Motivado, o treinador teve que responder algumas questões da imprensa, principalmente sobre o 7 a 1. Disse que é passado, assim como o Pentacampeonato Mundial, onde também foi responsável pelo título.

“É com alegria e muita satisfação e orgulho que volto ao Palmeiras. Volto motivado e (certo de) que podemos ter uma boa equipe e que podemos ganhar muito mais coisa – disse Felipão, que se demonstrou empolgado com a construção da arena do Verdão (inaugurada em 2014, dois anos após a segunda passagem do treinador pelo Palmeiras) e com a reforma da Academia de Futebol, um dos centros de treinamento mais completos do Brasil”.

Felipão viaja para Minas Gerais junto com o elenco. No domingo, América-MG e Palmeiras se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro já com o treinador na beira do gramado.

Comentários

comentários