Não foi um jogo fácil. Nem de longe. O Bahia, adversário difícil, veio fechado e teve suas chances de gol. O Palmeiras tentou abrir o placar e perdeu três grandes chances. Mas, aos 26 do segundo tempo, Dudu marcou de cabeça. A vitória classificou o Alviverde para as semifinais da Copa do Brasil 2018. Agora, para chegar na grande decisão, o time de Felipão precisa passar pelo Cruzeiro.

Primeiro tempo
O começo do jogo foi dominado pelo adversário. O Bahia tocava a bola e tentava chegar no gol alviverde. Consciente, o setor defensivo bloqueou as tentativas.

Aos 14, Léo levou vantagem em cima de Dracena e cruzou. Edigar Junio tocou e tirou de Weverton. Caprichosamente, a bola bateu na trave.

O lance acordou o time de Felipão. Willian, sozinho, perdeu grande oportunidade. O meia Moisés perdeu na sequência. Foram duas chances claras desperdiçadas.

Segundo tempo
Entendo o que seria a partida, o Bahia voltou para a segunda etapa disposto à se segurar. O objetivo dos baianos era atuar nos contra-ataques.

Logo no primeiro minuto, Borja disparou sozinho na frente do goleiro e tentou toque por cima. Com os dedos, Anderson tirou aquele que seria o primeiro gol.

Aos 28, mais da metade do segundo tempo, quando a preocupação já batia, Mayke tabelou com Moisés e cruzou. O atacante Dudu, livre de marcação, acertou bela cabeçada e abriu o placar, levando mais de 28 mil palmeirenses ao delírio: 1 a 0.

Com Lucas Lima na boca da área para entrar, Felipão resolveu inverter. Manteve o meia no banco e colocou Thiago Santos para fechar de vez. E foi assim que a partida terminou.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 BAHIA

Data: 16 de agosto de 2018, quinta-feira
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Rodrigo Correa (Fifa) e Bruno Pires (Fifa)
Público: 28.057 torcedores
Renda: R$ 998.055,55
Cartões amarelos: Felipe Melo (PALMEIRAS); Bruno e Nino Paraíba (BAHIA)
GOL
PALMEIRAS: Dudu, aos 29 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Willian (Hyoran), Dudu e Miguel Borja (Thiago Santos)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

BAHIA: Anderson; Bruno (Nino Paraíba), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Vinicius (Élber) e Zé Rafael; Edigar Junio (Régis) e Gilberto
Técnico: Enderson Moreira

Comentários

comentários