Os auxiliares técnico Andrey Lopes, Paulo Turra e Carlos Pracidelli e o técnico sub 20 Wesley Carvalho (E/D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol.


O Palmeiras enfrenta o Vitória neste domingo no estádio do Barradão, em Salvador. O duelo será às 16h.

Um dos destaques da equipe estará no banco de reservas. Luiz Felipe Scolari ainda não perdeu e nem viu sua equipe tomar gols desde que iniciou sua terceira passagem pelo Alviverde. Já são seis partidas sem saber o que é revés.

Leia mais:
Ganhe dinheiro assistindo jogos do Palmeiras
Baixe nosso aplicativo para celular Android

A comissão técnica estuda a possibilidade de escalar um time recheado de reservas. Ainda assim, Felipão já disse consecutivas vezes que o objetivo não é priorizar nenhum campeonato.

“O Palmeiras não pode priorizar uma competição, tem um grupo que trabalha com qualidade, um grupo de 26, 27, 28 jogadores. Os que não estão jogando estão prontos para entrar e jogar. Temos de priorizar todas as competições, mas naturalmente jogando quarta e sábado teremos dificuldades. Podemos repetir alguns jogadores, mas não os 11. Tem de se dedicar e, se possível, ganhar os jogos”, disse o treinador.

Marca histórica

Se conseguir triunfar neste domingo, o Palmeiras alcançará mais um número histórico. Apenas em quatro oportunidades em toda a história do clube que aconteceu sete jogos sem perder e sem tomar gols.

Com 30 pontos, o Verdão pode chegar aos 33 e se afastar ainda mais do Corinthians, que foi derrotado pelo Grêmio na Zona Leste.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X PALMEIRAS

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data: 19 de agosto de 2018, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo – DF
Assistentes: Jose Reinaldo Nascimento Júnior e Luciano Benevides de Souza – DF

VITÓRIA: Ronaldo; Jeferson, Aderllan, Ruan Renato e Bryan; Ramon; Rodrigo Andrade, Yago, Neilton e Lucas Fernandes; Walter Bou
Técnico: Paulo César Carpegiani

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos; Jean, Lucas Lima, Moisés (Artur ou Bruno Henrique) e Hyoran; Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Comentários

comentários