Os auxiliares técnico Andrey Lopes, Paulo Turra e Carlos Pracidelli e o técnico sub 20 Wesley Carvalho (E/D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol.

O Palmeiras recebe o Botafogo-RJ nesta quarta, 21h, no Allianz Parque, arena palmeirense. Com 33 pontos, o Verdão luta para subir ainda mais na tabela e colar nos líderes, buscando a liderança que, de forma provisória, é do São Paulo.

A invencibilidade é incrível. O Verdão venceu e não tomou gols contra Paraná (3 x 0), Bahia (0 x 0), América-MG (0 x 0), Cerro Porteño (2 x 0), Vasco da Gama (1 x 0), Bahia (1 x 0) e Vitória (3 x 0).

O Alviverde vem de goleada contra o Vitória fora de casa. Os 3 a 0 no Barradão reafirmaram a confiança do time na temporada. Diogo Barbosa, lateral-esquerdo, concedeu entrevista coletiva no começo da semana e esclareceu o momento palestrino.

“É importante um grupo forte, mesmo mudando peças, o time continua jogando bem e conseguindo as vitórias. Mesmo com esse calendário cheio, estamos conseguindo os bons resultados”, disse.

O técnico Luiz Felipe Scolari não confirmou se poupará alguns atletas. Deyverson deve seguir no comando de ataque e Lucas Lima deve surgir como titular no meio campo.

Adversário em situação difícil

Sob o comando de Zé Ricardo, o time carioca tem 22 pontos e já começou o flerte com a zona de rebaixamento. No final de semana, perdeu para o Atlético Mineiro em casa por 3 a 0 e completou quatro jogos sem triunfos.

Rodrigo Lindoso, com lesão, está fora. Matheus Fernandes volta e vira opção para jogo. A confiança está abalada, mas os atletas mostram vontade em se recuperar.

“Sabemos que é muito complicado jogar na casa do Palmeiras, a pressão é grande e eles vão querer tomar a iniciativa do confronto. Vamos precisar encontrar o equilíbrio para neutralizarmos o adversário e encontrarmos a hora certa para ganharmos”, disse Renatinho, um dos grandes destaques da Estrela Solitária.

Comentários

comentários