Os jogadores Antonio Carlos e Bruno Henrique (D), da SE Palmeiras, disputam bola com o jogador Barcos, do Cruzeiro EC, durante partida valida pelas semi finais (ida), da Copa do Brasil, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras foi eliminado da Copa do Brasil nesta quarta-feira. O empate em 1 a 1 com o Cruzeiro não foi o suficiente para provocar decisão nos pênaltis. O gol de Felipe Melo inflou a esperança alviverde, mas faltou mais um gol para o Verdão seguir vivo.

Primeiro tempo
Felipão escalou o time que todo mundo esperava. Willian, Dudu e Borja comandaram o setor de ataque. Porém nenhum dos três estava em grande noite. Sem muito poder, o Palmeiras finalizou apenas uma vez.

O Cruzeiro abriu o placar com Barcos. Thiago Neves viu o argentino se desmarcar de Antônio Carlos e tocou na frente. Weverton saiu mal do gol, e o cruzeirense chutou sem ângulo para abrir o placar: 1 a 0.

O Alviverde até tentou reação com Moisés, mas Fábio fez boa defesa.

Segundo tempo
Felipão resolveu mexer no time e colocou Deyverson no lugar de Borja. O time melhorou um pouco, mas nada visível. Após escanteio, Felipe Melo diminuiu a contagem geral e empatou o jogo: 1 a 1.

Sabendo que precisava de mais um gol, o técnico palmeirense colocou Guerra e depois Jean. Sacou Bruno Henrique e Moisés. O venezuelano entrou mal na partida e não contribuiu. Jean também não conseguiu ajudar.

O Palmeiras deixa a Copa do Brasil e volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No final de semana, recebe o Cruzeiro no Pacaembu.

Comentários

comentários