Campeão Paulista 1926

Retomada da hegemonia no primeiro título invicto

Após conquistar seu primeiro título estadual, o Palestra Itália foi vice-campeão em 1921, 1922 e 1923 e praticamente obrigado a se ausentar da edição de 1924 em razão de perseguição política. No ano seguinte, um frustrante quarto lugar que não estava nos planos da torcida.

Somente em 1926 o céu paulista voltou a ficar verde, vermelho e branco. O ano em que o Palestra não se fez de rogado e vingou os tropeços nas temporadas anteriores com uma campanha digna de ingressar nos anais da história e matar de inveja os rivais: 9 vitórias nos 9 jogos disputados sob a organização da Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA).

No prélio que lhes valeu o caneco, os heróis palestrinos aplicaram uma goleada homérica de 7 a 1 sobre o Sílex. Como se isso não bastasse, ainda encontraram apetite para abocanhar um campeonato extra criado pela APEA.

Feitos inquestionáveis de um time que sempre mostrou gabarito dentro das quatro linhas para dar a volta por cima e recuperar a supremacia em terras paulistas. E da forma mais cintilante: logrando o primeiro título invicto da história do clube!

Deve-se registrar, a título de curiosidade, que o Palestra Itália não precisou medir forças com o tradicional rival Paulistano para vencer o Paulista de 1926. A conquista palestrina veio sob a organização da APEA. O Paulistano, brigado com esta entidade, disputou o torneio estadual por uma liga de futebol criada por ele, a LAF.

 

Regulamento

Todos contra todos, em dois turnos, com pontos corridos.

 

Jogos do Campeonato

TURNO
3 x 0 Auto Sport
5 x 1 Sírio
3 x 2 Santos
1 x 0 Internacional
3 x 1 Ypiranga
3 x 1 Portuguesa
3 x 2 Corinthians
5 x 0 São Bento
7 x 1 Sílex

TURNO EXTRA
5 x 3 São Bento
4 x 2 Sílex
6 x 3 Portuguesa
1 x 0 Sírio

 

Campanha

Pontos: 18 | Jogos: 09 | Vitórias: 09 | Empates: 0 | Derrotas: 0 | Gols pró: 33 | Gols contra: 8 | Saldo: 25

 

Ficha técnica da Final

Palestra Itália 7 x 1 Sílex
Local:
Parque Antarctica
Data: 05/09/26
Árbitro: Antero Molinari
Palestra Itália: Primo; Bianco e Loschiavo; Xingo, Amílcar e Serafini; Matias 1º, Carrone, Heitor, Imparato e Mele.
Sílex: Nicola; Moretti e Guarnieri; Lorenzo, Poli e Sartori; Figueiredo, Lara, Pierin, César e Petrone.
Gols: Heitor e Carrone, no primeiro tempo (autor do gol do Sílex não disponível); Heitor (4) e Imparato, no segundo tempo.

Torcedores acompanham vitória do Palestra no campo da Antarctica.