Campeão Paulista 1934

Reforços ajudam o Palestra a conquistar o único Tri da sua história

Bicampeonato paulista garantido no ano anterior, os dirigentes do Palestra Itália não mediram esforços para fortalecer o elenco de jogadores com vistas à conquista do inédito tricampeonato em 1934. Valendo-se do fato de o Botafogo-RJ persistir em não aderir ao profissionalismo, contrataram dois de seus craques mais reluzentes: Aymoré (goleiro) e Zezé (médio), irmãos da família Moreira.

Somando os reforços cariocas ao poderio preexistente no clube, o Palestra Itália abocanhou o caneco estadual sem maiores dificuldades. O sonhado título veio na penúltima rodada do returno, ao vencer o Paulista-SP por 3 a 1, com gols de Gabardo, Vicente e Lara. Justamente, por sinal, no dia do 20º aniversário de vida do clube, um 26 de agosto! Consumava-se assim o primeiro e único tricampeonato paulista da história palestrina.

 

Regulamento

APEA: Todos contra todos, em dois turnos, com pontos corridos.

 

Jogos

1º Turno
7 x 1 Ypiranga
6 x 0 Sírio
3 x 0 Santos
2 x 1 Corinthians
1 x 1 Portuguesa
3 x 2 Paulista-SP
2 x 0 São Paulo
2º Turno
5 x 0 Ypiranga
4 x 0 Sírio
5 x 0 Santos
3 x 1 Corinthians
1 x 0 Portuguesa
3 x 1 Paulista-SP
0 x 1 São Paulo

 

Campanha

Pontos: 25 | Jogos: 14 | Vitórias: 12 | Empates: 01 | Derrotas: 01 | Gols Pró: 45 | Gols Contra: 08 | Saldo: 37

 

Jogo do título

Palestra Itália 3 x 1 Paulista-SP

Local: Rua da Mooca
Data: 26/08/34
Árbitro: Victor Carato

Palestra Itália: Aymoré; Carnera e Junqueira; Zezé, Dula e Tuffy; Álvaro, Gabardo, Romeu (Gutiérrez), Lara e Vicente. Técnico: Ramón Platero.

Paulista-SP: Rossetti; Pinheiro e Pedro; Antunes, Del Popolo e Atílio; Guilherme, Zuta, Heitor, Del Vecchio e Jaime.

Gols: Gabardo, Vicente e Lara (Palestra Itália); Zuta (Paulista-SP).