Conselheiros criam grupo pró-profissionalismo e contra Mustafá no Palmeiras

O ex-presidente Mustafá Contursi volta a causar união de conselheiros no Palmeiras

0
108


Diversos setores políticos do Palmeiras resolveram oficializar a sua união a favor do profissionalismo na gestão do clube. Em comunicado distribuído a sócios e conselheiros nesta segunda-feira (21), os grupos Academia, Confraria Palestrina, Fanfulla e Chapa Palestra oficializaram a coalizão que terá como uma de suas metas combater a hegemonia Mustafá Contursi.

O ex-presidente é uma das figuras mais influentes no cenário político palmeirense e tem feito pressão constante em cima de Maurício Galiotte pela diminuição de custos com profissionais, entre eles Alexandre Mattos.

“Essa frente política foi formada a partir do reconhecimento de que este é um momento muito importante para o clube, em que é necessário reafirmar o compromisso de lutar por uma gestão que seja transparente, responsável e profissional, livre de preconceitos e práticas que quase fizeram, em um passado recente, com que o Palmeiras fechasse as suas portas”, afirma o comunicado.

Os líderes trabalham com a ideia de que 40 conselheiros vão aderir ao movimento que tem mais afinidade com a maneira com que Paulo Nobre conduzia o clube.

Há, inclusive, quem observe o movimento como uma tentativa de viabilizar o retorno de Paulo Nobre ao comando do Palmeiras. Para que consiga concorrer ao voto do associado nas eleições de 2018, o ex-presidente precisaria ter 15% das cadeiras ocupadas, o que significa pouco mais de 40 conselheiros.

Além de Mattos, Mustafá é contra a presença de vários outros profissionais em departamentos importantes do clube, como marketing e financeiro.

Comentários

comentários