Surge a Sociedade Esportiva Palmeiras

A Segunda Guerra Mundial ia em pleno andamento e todos sabiam que o Palestra havia sido fundado por imigrantes vindos da Itália, que fazia parte do chamado Eixo, ao lado da Alemanha e Japão, contrapondo-se ao bloco dos Aliados, do qual fazia parte o Brasil. Milhares de descendentes de italianos tiveram que partir para a guerra, lutar contra os conterrâneos de seus pais, já que o Brasil era sua terra-mãe. Procurando evitar tudo que pudesse, mesmo longinquamente, concorrer para o rompimento da ordem interna do País, as autoridades determinaram a mudança do nome do clube, com a exclusão da palavra Itália. Em abril de 1942, adota-se o nome de Sociedade Esportiva Palestra de São Paulo.

Poucos entretanto sabiam que palestra era uma palavra grega e acreditavam ser italiana sua origem, o que acabou por provocar nova mudança no nome e na diretoria do clube, com a saída de todos os italianos de nascimento para dar lugar a brasileiros natos. Entre estes, estava o coronel Adalberto Mendes, cuja figura uniformizada puxou pela primeira vez a entrada em campo da nova Sociedade Esportiva Palmeiras, nome escolhido em 20 de setembro de 1942, por sugestão de Mário Minervino em assembléia que entrou pela madrugada.

O nome homenageava a antiga AA Palmeiras e o uniforme foi mudado para verde e branco, “o verde da esperança e o branco da paz”. Era uma sexta-feira e no domingo já de nome e uniformes novos o Palmeiras entra em campo conduzindo a bandeira brasileira, vence o São Paulo e se consagra mais uma vez Campeão Paulista de Futebol.