Palmeiras bate de frente com a emissora. E agora?

0
7578


O Palmeiras entrou em rota de colisão com o canal 5. A grande potência nacional, detentora de tudo sobre o futebol e com forte influência em todos os âmbitos, levou um tapa na cara.

Explico. A diretoria do Palmeiras optou por assinar com o canal Esporte Interativo, assim como diversos clubes fizeram pelo Brasil. A transmissão do Brasileirão à partir de 2020 será pelo Esporte Interativo, canal do grupo Turner. A Globo perdeu o direito de transmissão e, obviamente, ficou brava. Ficou nervosa.

É comprovado que ter uma instituição como o Palmeiras na carta de transmissão é audiência na certa. Milhões de torcedores consomem muito sobre o clube, compram camisas, pagam o Avanti e assim por diante. É um público muito leal aos seus princípios e que não tolera qualquer coisa. Durante muito tempo a emissora global provocou o Palmeiras e os palmeirenses, grande parte nos pequenos detalhes. Recentemente, o canal SporTV, que é da Globosat, soltou em seu Twitter oficial ‘quantos gols o jogador do Júnior Barranquilla iria fazer no duelo contra o Verdão’. É ou não é uma afronta? Momentos antes da estreia do clube na Libertadores?

Luiz Adhemar, que participava das transmissões do canal, foi demitido recentemente. Em sua conta oficial na mesma rede social citada acima, o ex-profissional platinado disse que era orientado a falar mal dos clubes que assinaram com o Esporte Interativo. Disse que ‘seguiu seus princípios’ e não cometeu tal erro, e, como resultado, ganhou uma viagem aos Recursos Humanos da empresa. Verdade ou mentira?

Siga nosso canal no YouTube. Clique no botão vermelho

O e-mail bomba!
Maurício Galiotte, presidente do clube, recebeu e-mail das Organizações Globo com os valores da cota para 2019. Galiotte percebeu que os valores eram menores. Foram reduzidos. Tiraram uma parte. O mandatário alviverde negou iniciar a conversa em cima daquela cifra.

A justificativa da Globo? Não teve. Mas coincidentemente o valor foi o mesmo para os outros clubes que optaram pela filha da Turner. Estranho, né? Ou seja, a Globo, como vai perder os direitos mesmo, resolveu cortar parte dos recursos no seu último ano de contrato. Atitude sabotadora, mas nada inteligente. O que a Globo fez foi aproximar ainda mais os clubes nessa luta constante. A união faz a força. E nesse caso, faz mesmo.

Os próximos passos? Não se sabe. Mas Maurício Galiotte não deve recuar. Quer os valores mais próximos de Flamengo e Corinthians. Sabe que o clube que administra concede muita, mas muita audiência. Quem vence essa batalha? Torcemos muito pelo Palmeiras, dentro e fora de campo, claro.

E para finalizar: cada vez mais o torcedor palmeirense tem pego birra da Globo. Não é incomum ver alviverdes criticando de forma forte e veemente a qualidade das transmissões. Na partida contra o Ituano, fora de casa, fizeram questão de jogar o Palmeiras lá no fundo do Premiere FC (sim, a emissora PPV que fez bandeirão para o rival). E para piorar a situação, não fizeram transmissão pelas rádios do grupo.

O tempo da Globo ao nosso lado está terminando. Graças a Deus!

Comentários

comentários