Cerro Porteño

O surgimento do clube, popularmente conhecido como “El Ciclón”, se deu na casa de Dona Susana Nunes, mãe dos quatro jogadores de futebol que ali praticavam o esporte e sonhavam em fundar um time. À época, o Paraguai vivia uma fase de instabilidade política, mas as cores de dois partidos tradicionais do país, Colorado e Liberal, deram origem ao uniforme do Cerro. Com a homenagem, a agremiação ficou marcada por uma torcida que sempre lutou pela liberdade.

Ao todo, são 32 conquistas do Campeonato Paraguaio, sendo o Cerro o 2° clube mais vencedor do país. Apesar de tamanho sucesso no campeonato nacional, o clube nunca venceu um torneio internacional, apesar de já ter atingido às semifinais da Copa Libertadores.

Logo em 1913, o Cerro Porteño levantaria a taça inaugural de sua sala de troféus. Uma campanha perfeita levou o clube à conquista do Campeonato Paraguaio na era amadora. Antes da era profissional, o Cerro venceria a competição em mais três oportunidades: 1915, 1918 e 1919.

No ano de 1918, o time ganhou o apelido de Ciclón. Tudo isso por causa da final contra o Nacional. O Cerro empatou o primeiro jogo por 2 a 2 e o segundo por 1 a 1. No terceiro, a grande final, o clube azul-grená perdia a partida por 2 a 0, com apenas sete minutos restando para o fim. Porém, como um verdadeiro vendaval, a agremiação virou o jogo para 4 a 2 e levou o título. Após o triunfo, a equipe ficaria muito tempo afastada das competições nacionais, pois os campeonatos não estavam sendo realizados em virtude da Guerra do Chaco e da Revolução Liberal.

A volta do maior torneio do Paraguai aconteceria somente em 1935, quando a liga passou a ser profissional. Assim como na fase amadora, o Cerro começou com tudo e, logo na primeira temporada de disputa, se tornou campeão. A maior seqüência de títulos do time começaria no ano de 1939. Naquela temporada, o clube iniciaria a conquista do tricampeonato paraguaio. O mesmo feito seria repetido na década de 70, com a conquista da competição em 1972, 1973 e 1974.

Em 17 de abril de 1983, na sua vitória por 2 a 1 frente ao Olimpia, foi batido o recorde de público em partidas de clubes no Paraguai, quando 49.095 torcedores estiveram presentes.

De 1990 pra cá é o clube que mais conquistou títulos no Paraguai.

Fonte: Wikipedia

Leagues
Copa Libertadores 2018
Temporadas
2018

Comentários

comentários