Palmeiras reforça prioridades do elenco e aguarda para avançar no mercado

Negociações com Ricardo Goulart e Rafinha dependem de liberação dos clubes.

A diretoria do Palmeiras se antecipou no mercado e já definiu a contratação de quatro reforços para 2018. Um para cada setor da equipe: o goleiro Weverton, o zagueiro Emerson Santos, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o meia Lucas Lima. Agora, com as prioridades do grupo definidas, a diretoria aguarda para avançar em outras negociações.

A contratação de nomes para o sistema defensivo não significa que o time não pense em reforçar o ataque. Ricardo Goulart, por exemplo, é um nome que agrada aos palmeirenses e tem aprovação do próprio jogador, amigo de Alexandre Mattos.

Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, o jogador manifestou desejo de deixar o Guangzhou Evergrande e atuar no futebol brasileiro. Mas o Verdão aguarda a liberação do clube chinês, que pagou cerca de R$ 48 milhões no início de 2015 para tirar o atleta do Cruzeiro.

Quem vive a mesma situação é o lateral-direito Rafinha. Com contrato com o Bayern de Munique até junho de 2018, o atleta já recebeu proposta salarial do Verdão. O avanço em uma eventual negociação, porém, depende da liberação do clube alemão antes do término do vínculo.

Na Alemanha, a diretoria do Bayern tem interesse em manter o atleta, que vem sendo titular. Tanto que já fez proposta de renovação por mais duas temporadas. Mas, no último domingo, o lateral afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes que tem interesse de voltar a atuar no Brasil e resolver seu futuro até o início de janeiro.

O Palmeiras tem interesse de reforçar a lateral direita, setor que tem Mayke garantido em 2018. Fabiano não deve permanecer, e João Pedro volta de empréstimo. O volante Jean também pode atuar improvisado.

Com essas duas pendências, o Palmeiras mantém postura de reforçar o plantel apenas em caso de reposição, o que deverá acontecer se a saída de Yerry Mina para o Barcelona for confirmada, ou em uma “oportunidade de negócio”. Neste último se encaixa o interesse em Gustavo Scarpa, do Flu. Mas o atleta se afastou do Verdão depois que Róger Guedes não quis ser envolvido na troca com o clube carioca. Uma nova investida depende de um outro modelo de negócio ou outros jogadores.