Willian se coloca à disposição e diz: “Não tem nada definido no ataque”

501

O atacante Borja realizou o seu último jogo pelo Palmeiras antes da Copa do Mundo contra o Bahia e Willian aparece como o principal candidato a substituir o colombiano. Apesar disso, o próprio jogador de 31 anos afirmou que Roger Machado ainda não definiu o titular e se colocou à disposição do comandante palestrino.

“Ainda não tem nada definido. Estou sempre à disposição para ajudar. Terminei nessa posição (centroavante) no último jogo e já atuei (centralizado) em outras oportunidades. Mas temos o Deyverson e o Papagaio foi promovido. Temos um grupo qualificado e vou fazer de tudo para ajudar sempre. Sabemos que o Borja é o artilheiro do time. Acho que o importante é colocar em prática o que estamos fazendo no dia a dia”.

Atleta que mais atuou pelo Verdão nesta temporada, Willian ainda contou qual é o seu segredo para ser tão regular. Pelo Alviverde, ele tem 24 gols em 82 partidas, sendo 60 como titular da equipe.

“Sempre tenho o máximo de respeito com as decisões dos treinadores. Nas equipes que passei sempre tive histórico vencedor e de sempre estar se cuidando para ter bom rendimento em campo. Graças a Deus tenho porcentagem alta atuando como titular, o que valoriza o trabalho e te faz uma peça importante. Me cobro para manter uma regularidade. Sabemos que tem momentos de gols e de assistências e que tem momentos que isso não acontece, mas você é ‘importante na parte tática. É isso que vem me dando um respaldo na carreira”, declarou o camisa 29.

“Faz parte ficar no banco de reservas, o que não pode é abaixar a cabeça e deixar se abater. Sempre trabalhei forte por novas oportunidades e por uma sequência no time… o que quero, e sempre brinco com a imprensa, é estar sempre jogando, estar entre os 11. Com a ida do Borja na seleção, tenho a oportunidade de jogar por dentro, assim como o Deyverson. Vou estar preparado para aproveitar a oportunidade independentemente do que o Roger optar”, completou.

Além disso, o atacante de 31 anos afirmou que acredita que o Palmeiras finalmente está conseguindo ter mais entrosamento para criar melhores jogadas ofensivas, como ocorreu na vitória por 3 a 0 contra o Bahia.

“A gente sempre tenta estar conversando ao máximo para estar se conhecendo e fazer o movimento que o companheiro espera. Acredito que estamos tendo esse entrosamento, se conhecendo mais. Parece uma jogada simples, mas há uma movimentação no gol do Borja, até no meu. São gols que não estávamos acostumados a fazer e isso melhorou bastante. A gente está conseguindo aproveitar mais e estamos tentando fazer essa movimentação para marcar o gol”.