O Palmeiras vai manter o meia Moisés no elenco pelo menos até dezembro. Alexandre Mattos, executivo de futebol, está na Europa conversando com alguns clubes. Mas, antes disso, passou pelos Emirados Árabes e conversou com o ministro local.

No bate papo, Mattos pediu para que o ministro interrompesse os contatos com os agentes do meia. Moisés tinha interesse de pelo menos quatro clubes árabes e dois chineses. A autoridade é responsável por contratar atletas e repassar para os clubes. Por lá, o futebol passa por enorme reformulação visando o futuro.

Roger Machado não abre mão de Moisés. Mesmo sem ser titular, o jogador tem sua importância no elenco. A diretoria também entende que mais seis meses de atuação no Brasil podem fazer o valor de mercado do meia aumentar ainda mais, provendo mais lucro em eventual negócio.