O Palmeiras vendeu quatro jogadores e reforçou seu caixa em quase R$ 100 milhões. Com essa boa entrada, o torcedor imaginou que mais reforços viriam.

Alexandre Mattos, executivo de futebol, explicou porque o Palmeiras não fará grandes negócios mesmo com condição para isso.

“O clube não fará grande investimento porque está fazendo um ajuste nas contas que vem muito em função de passivos trabalhistas e cíveis. Ainda tem um número na casa de R$ 80 milhões em processos que precisam ser ajustados neste ano. O Palmeiras precisava de maneira correta pagar o ex-presidente Paulo Nobre. Isso deu um desajuste que estamos ajustando com a entrada de caixa agora”, comentou.

Gustavo Scarpa e Nico Freire foram as únicas aquisições do Verdão para a temporada.