O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, conversou com a nossa equipe nesta segunda-feira. O mandatário falou sobre vários assuntos e foi questionado sobre o boicote contra a Federação Paulista de Futebol.

O Palmeiras está rachado com a entidade desde a decisão do Paulista. O pênalti de Ralf em Dudu foi dado e anulado pelo árbitro Marcelo Aparecido. Nos pênaltis, o Alviverde perdeu a decisão para o rival.

“Eu respeito quem respeita o Palmeiras. O que foi feito ninguém tem dúvidas do que aconteceu. O Palmeiras foi prejudicado, pisaram na nossa camisa, nos desrespeitaram. Aquilo não é normal no futebol. Eu sou o primeiro que não pode admitir e eu vou manter minha posição: enquanto for presidente do Palmeiras, o Paulista será um Paulistinha e o boicote continua,” disse.

Com o afastamento confirmado pelo presidente, o clube estuda a possibilidade de colocar jogadores da base para disputar o Estadual.

Comentários

comentários